Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 01out

    eBAND

    Os dois primeiros colocados nas pesquisas eleitorais sobre a sucessão presidencial, Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB), não se confrontaram diretamente no último debate antes do primeiro turno, promovido nessa quinta-feira pela TV Globo.

    O tucano optou por criticar o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, praticamente sem citar diretamente a adversária petista.

    Do outro lado, Dilma repetiu a estratégia de divulgar realizações da administração atual.

    Já a terceira colocada nos levantamentos, Marina Silva (PV), apostou no ataque aos dois oponentes, mostrando-se como uma alternativa ao eleitor.

    O evento contou ainda com a participação de Plínio de Arruda Sampaio (PSOL), que divulgou sua plataforma de governo e os políticos do seu partido.

    Durante o segundo bloco, Dilma arrancou risos da plateia ao responder a uma acusação de Plínio de que o PT não divulga em seu site a origem do dinheiro arrecadado para as campanhas.

    “Gostaria de dizer que nós registramos todas as doações no Tribunal Superior Eleitoral”, declarou a petista.

    Em seguida, mostrou-se irritada com a reação e disse lamentar quem “tem outras práticas”.

    Na terceira parte, questionado por Marina sobre suas propostas para a política habitacional, Serra prometeu dar ênfase a quatro questões: regularização da propriedade, dar preferência a quem ganha menos de três salários mínimos, urbanização de favelas e construção de vilas para idosos.

    A concorrente do PV disse que é preciso “parar de tratar as coisas como passe de mágica” e que não viu o oponente “fazer essas coisas quando foi prefeito e governador”.

    Plínio afirmou que a petista não terá dinheiro para cumprir suas promessas em um eventual governo.

    “Você defende política igual à do Fernando Henrique Cardoso, de estabilidade e juros altos”, disse o socialista, defendendo o não pagamento da dívida externa, que chamou de “bolsa credor”.

    No quarto e último bloco, após ser perguntado por Marina sobre o fato de seu partido ter se posicionado no passado contra o Bolsa Família, Serra afirmou que participou da criação de iniciativas anteriores que teriam originado o programa.

    O tucano reclamou ainda do fato de a candidata do PV já ter feito a questão em outro debate.

    O ex-governador paulista subiu o tom após Marina ter declarado que ele e Dilma são “muito parecidos” e que “o brasileiro não quer o mundo azul do Serra nem o mundo cor de rosa da Dilma”.

    “Se eu fosse usar minha régua, diria que você tem muito mais em comum com a Dilma que qualquer outro aqui. Você estava no governo do mensalão e não saiu”, disse o tucano.

    Publicado por jagostinho @ 02:18



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.