Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 01out

    Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Tibagi – Emanoelle Wisnievski

    Em relação à apreensão pela Polícia Civil de Tibagi de 130 cestas básicas que eram transportadas na manhã desta sexta-feira (1), a Prefeitura de Tibagi esclarece que são falsas as acusações de que a ação teria intenção de compra de votos. A atividade não caracteriza crime eleitoral, uma vez que os produtos estavam apenas sendo transportados da sede da cidade aos distritos de Alto do Amparo e Caetano Mendes para serem armazenados nas Subprefeituras das duas localidades. As cestas básicas seriam entregues a partir de segunda-feira (4), após as eleições, para as famílias cadastradas pela Secretaria da Criança e da Assistência Social – operação administrativa que é realizada todos os meses.

    A Secretaria de Assistência Social esclarece que cestas básicas são destinadas periodicamente a famílias em situação de risco social e que fazem parte de um cadastro conforme prevê o Sistema Único de Assistência Social (Suas). A entrega é feita sempre nos primeiros dias de cada mês, exclusivamente aos beneficiários inscritos, mas, por conta do período eleitoral houve inclusive recomendação de que a doação somente fosse iniciada na próxima semana, após o pleito.

    A Procuradoria Jurídica do Município apresentará pedido de restituição de bens junto à Justiça Eleitoral local nas próximas horas. O órgão comunica que a vinculação eleitoreira que se procura dar ao não encontra respaldo na realidade, visto que o prefeito titular Sinval Silva (PMDB) está licenciado do cargo desde a semana passada, e que o prefeito em exercício, Silvio Bittencourt (PP), não está envolvido em campanha alguma.


    O prefeito licenciado, Sinval Silva (PMDB), comenta o caso:

    “Participei ativamente dos movimentos que ajudaram a instituir a democracia neste país e defendo com empenho os direitos dos cidadãos, por isso considero inaceitável desrespeitar a Legislação Eleitoral. Jamais permitiria que a máquina pública fosse usada para obter votos. Defendo abertamente meus candidatos, aqueles que já investiram em Tibagi e que representam, na minha opinião, o melhor para nosso município, mas defendo acima de tudo a democracia”.

    “Tenho certeza de que esta situação foi construída pela oposição para tentar denegrir a imagem dos candidatos que defendo e minha própria imagem. Desde 2005, quando assumi o cargo de prefeito pela primeira vez em Tibagi, venho enfrentando a perseguição política de uma parcela da oposição que se mostra agora desesperada com a reta final desta campanha”.

    Publicado por jagostinho @ 16:36



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Uma resposta

WP_Cloudy

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.