Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 27jul

    rapaz_radioA partir de hoje, semanalmente, teremos uma coluna intitulada  “RÁDIO & TV AO VIVO”, escrita por um amigo  que será denominado de LORDE.

    É nossa homenagem aos tantos amigos da nossa imprensa.

    RÁDIO & TV AO VIVO

    O SONO DO RÁDIO CURITIBANO

    Os empresários radiofônicos precisam remover o sono de várias décadas e perceber que enquanto o jornalismo e a tv evoluíram muito durante esse tempo, o rádio ficou parado.

    O nosso rádio perdeu os melhores profissionais. Desistiu de lutar. Deixou de ser alternativa salarial.

    Os poucos competentes donos de rádio estão diante de um desafio. Um grande desafio. Ou transformam a programação de suas emissoras ou vão continuar marcando passo em termos de faturamento e audiência.

    A minoria que investiu, que tem alguns profissionais de qualidade, aqueles que acreditam na evolução do público e colocam comunicadores de nível mais alto, ainda podem liderar a audiência com grande retorno publicitário.

    A verdade é que o rádio está se alheando de sua responsabilidade. Ser um fator de cultura, de criatividade, de invenção, de reflexo e reflexão.

    Como diria o sempre lembrado narrador esportivo Lombardi Júnior, que Deus o tenha, “Vamos sacudir, sacudir o rádio”.

    Vamos, sim, agora e já, investir em material humano, em gente, em profissionais.
                                             *******************************************************

    RÁPIDAS E QUENTES

    *** Ruth Bolognese, colunista política de dezenas de jornais paranaenses, recebeu proposta para trabalhar na Rede Massa. Ela que já foi processada pelo comandante da organização, deve aceitar a proposta. Tomara que seja verdade. Ratinho pai gosta de atiçar, de atear fogo…

    *** Carneiro Neto, narrador e comentarista esportivo de alto nível, colunista da Gazeta do Povo, está para definir sua volta ao rádio. Gostaria de militar na Banda B, mas Joel Malucelli diz que paga alto para ele narrar e comentar na CBN e Globo. Boluca, da Tribuna, diria, com certeza, “quem viver, verá!”.

    *** Dias Lopes, hoje presidente da federação de futsal, muitos anos na Gazeta do Povo, vai lançar programa de entrevistas na Rádio Educativa. É um jornalista e radialista bem preparado.

    *** José Hidalgo Neto está de volta ao rádio. Na Globo. Faz todos os dias, das 19 às 20 horas, a Hora do Capitão. Com apoio de uma produção, pode ter sucesso. Caso contrário, não!

    *** Se deixar de lado sua paixão atleticana, Remy Tissot tem tudo para vencer como comentarista esportivo. Inteligente, perspicaz, improviso fácil, boa modulação de voz, quando não grita, Tissot está quase pronto. Ele comenta para a equipe esportiva da Difusora AM.

    *** Fracas as transmissões esportivas da Rádio Mais. Precisa melhorar a qualidade técnica e contratar gente mais qualificada. Dizem que o comando é do veterano Osires Nadal que pouco aparece. Será mais uma tentativa frustrada da emissora de Ricardo Chab ?

    *** Epílogo:
         “Pode se fazer em rádio muito mais do que se faz em tv”.
         
          Frase de um velho radialista desempregado.

    (L o r d e)

    Publicado por jagostinho @ 17:32



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

5 Respostas

WP_Cloudy
  • nascimento Disse:

    parabens pelo espaço. Gosto muito de rádio. Não tem saudades Jota?

  • manoel Disse:

    gostei da coluna. Vai ser toda a segunda?

  • araujo Disse:

    gosto de rádio, mas o nível tá muito baixo. A Clube só transmite aos domingos e tem uma equipe de tres. Ridículo

  • flavio Disse:

    Jota está fazendo falta uma coluna dessas. Parabéns. A gente pode colaborar?

  • wilnard Disse:

    fala aí quem éo LORDE. Posso tentar adivinhar?

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.