Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 20maio

    Cada vez mais, tenho a certeza de que o massacre da correria da vida, está deletando dos nossos corações, sentimentos básicos para sentirmos felicidade em viver.  E isso me incomoda. Machuca minha alma. Não me conformo. Tento reagir, devaneando, buscando lembranças que atenuem essa sensação dolorida. Onde estão meus amigos que, até quase ontem, eram inseparáveis?

    Nem vou falar daqueles da minha infância, pois dai já é exigir demais. Incrível, mas dos da minha sala, no Colégio Estadual, nem  de seus rostos, quase consigo lembrar.  Da Engenharia Química, alguns povoam minha mente, por alguns encontros, poucos por sinal, para comemorarmos anos de formatura.

    Como radialista, foram incontáveis as amizades que fiz. Gente formidável. Embuídos todos pelo mesmo entusiamo de transformar o mundo com nossas opiniões e informações. Graças ao rádio, emoções vivi, o mundo conheci, mas, principalmente, curti a vida com seres humanos notáveis.

    Mas, (sempre tem o mas né?)  a distância nos separa, bruscamente,  mesmo morando na mesma cidade. As vezes num bairro próximo. Num eventual encontro,  que parecem séculos de separação,  mil histórias para contar.  Porque isso acontece? Não devia ser assim. Já não disse o poeta que “amigo é para se guardar no peito”?  Mas guardar como, se existe um abismo,  um vazio, sem calor, insípido, inodoro e incolor, causado pela distância?

    Se pudesse iria nominar tantos que passaram por minha vida e sinto  tanta falta deles. Meus amigos são tesouros que tento, desesperadamente, não deixar que me fujam do pensamento.

    Para simbolizar todos vou citar uma amiga. Nela, trago para dentro de meu coração, todos os outros. Jornalista, radialista, guerreira, eclética, inteligente, sensível e mãe. Luciana Pombo, quanto tempo não a vejo ! Apenas virtualmente, acessando seu blog.

    Trabalhamos juntos na saudosa Rádio Independência. Ela, começando, vibrando com o que fazia e eu já com muitos anos de estrada no rádio. Não foi por muito tempo, mas o suficiente para perceber que estava nascendo ali uma estrela brilhante da nossa Comunicação. O tempo só confirmou isso.

    Com a imagem daquela garota de olhar atento, relembro tantos amigos que curti, por etapas, na minha vida.

    Em tempo: o endereço do blog da Luciana é – BLOGS.ABRIL.COM.BR/LUCIANAPOMBO.

     

    Publicado por jagostinho @ 02:44



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

2 Respostas

WP_Cloudy
  • Monique Disse:

    É pai, o senhor deve ter conhecido mta gente marcante… e tenho certeza que várias fazem falta. Tenho poucos amigos, mas levo-os no coração!

  • Sandro Ostroski Disse:

    Antes, um ouvinte assíduo dos seus comentários no meio da radiodifusão. Agora, um leitor assíduo. Parabéns Jota. O blog está bem diagramado, formatado e o que é mais importante, com suas opiniões pertinentes. (O blog já está adicionado aos meus favoritos)

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.