O cheiro e a cor da água que sai das torneiras têm chamado a atenção dos moradores de Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba. Além da coloração barrenta, a água também tem forte odor.

“Vocês não tem têm noção do cheiro insuportável. Já deixei torneira aberta porque podia ser água do cano, mas não é. Não dá para tomar banho, fazer comida, nada”, reclama uma moradora em vídeo que viralizou na cidade.

A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) afirma as condições da água foram afetadas pela brusca variação climática dos últimos dias.

Mesmo com o cheiro ruim e a cor barrenta, a Sanepar afirma que a água está em condições de ser consumida.

“O odor e o sabor sentidos na água por alguns moradores da cidade de Campo Largo não oferecem riscos à saúde”, aponta a companhia em nota.

De acordo com a Sanepar, a variação do tempo alterou o armazenamento na represa do Rio Verde, onde a água é captada.

Com isso, as características biológicas e físico-químicas da água foram alteradas.

Para eliminar o efeito que causa o mau cheiro e muda a cor, a Sanepar está desde quinta-feira (23) adicionando carvão ativado no processo de tratamento – a exemplo do que está sendo feito na crise hídrica no Rio de Janeiro.

O carvão ativado neutraliza as características desagradáveis, porém, alguns moradores ainda podem sentir odor e sabor, já que a troca da água nas tubulações é feita de maneira gradual.