Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 11mar

    AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS

     

    Governo prioriza o processamento da produção agropecuária

     

    O governador em exercício Darci Piana participou nesta sexta-feira (8) da abertura da 48º Exposição Agropecuária e Industrial de Paranavaí (ExpoParanavaí), uma das principais feiras de agronegócio da região Noroeste do Estado. Presentes: presidente da Sociedade Rural do Noroeste do Paraná, Mario Helio de Almeida; secretário de Agricultura, Norbeto Ortigara; entre outros.Paranavaí, 08-03-19.Foto: Arnaldo Alves / ANPr.

     

    O governador em exercício Darci Piana participou nesta sexta-feira (8) da abertura da 48º Exposição Agropecuária e Industrial de Paranavaí (ExpoParanavaí), uma das principais feiras de agronegócio da região Noroeste do Estado.

    Ele afirmou que entre as prioridades do Governo do Estado para o setor estão o processamento da produção agropecuária para agregar valor aos produtos e a diversificação do modal logístico, que visa diminuir os custos de produção.  

    Piana destacou que o Paraná é um dos grandes celeiros do mundo e talvez o maior produtor de alimentos por metro quadrado.

    “Além do que produzimos para vender para outros estados brasileiros e países, a preocupação do governo é que não sejam exportados só os grãos, mas que eles sejam transformados em produtos acabados para conseguir agregar valor, gerando mais emprego e renda”, afirmou.

    O governador em exercício ressaltou que o Estado se prepara para atingir um novo patamar com investimentos em tecnologia e apoio aos produtores.

    “Se não temos mais muito espaço para aumentar nossa capacidade em área de terreno, precisamos melhorar a qualidade de produção. Isso requer investimentos, conhecimento e inovação”, disse.

    Entre os projetos de infraestrutura, explicou o governador em exercício, estão previstos investimentos em ferrovias, aeroportos e a modernização das malhas viária e portuária.

    “Vamos apresentar em breve um projeto global de investimentos, que busca diminuir o custo do escoamento da produção agropecuária”, acrescentou.

    EXPOPARANAVAÍ– A Sociedade Rural do Noroeste do Paraná, responsável pela organização da ExpoParanavaí, espera receber 200 mil pessoas e gerar R$ 40 milhões em negócios nos dez dias de evento, que segue até o dia 17 de março. 

    “A feira mostra a relevância do agronegócio paranaense, faz novos negócios e traz inovações para agricultores avançarem em seus negócios”, afirmou o secretário de Estado da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara.

    Na programação estão palestras técnicas, vitrine rural, comercialização de máquinas e implementos agrícolas, shoppings de touros (raças zebuínas e europeias), leilões e outras oportunidades de negócios à disposição dos produtores rurais.

    Além disso, os visitantes também podem assistir a shows de duplas sertanejas e rodeios e participar de atrações infantis.

    Para o presidente da Sociedade Rural, Mário Hélio de Almeida, o clima de otimismo no País deve gerar bons negócios durante a feira, que tem a expectativa de quebrar recordes de público e arrecadação.

    “Com os novos governos estadual e federal já instalados, a economia dando sinais de recuperação e um crescente clima de otimismo na população, temos uma expectativa enorme em relação ao evento”, disse.

    APOIO – O Governo do Estado apoia a ExpoParanavaí por meio de diversos órgãos. A Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento tem um estande para divulgar seus programas e ações.

    Já a Copel, o Banco de Desenvolvimento da Região Sul (BRDE) e a Sanepar estão entre os patrocinadores. 

    PARTICIPAÇÕES – O diretor administrativo do BRDE, Orlando Pessuti, também acompanhou o evento, além de prefeitos e dirigentes da Sociedade Rural do Noroeste do Paraná.

  • 11mar

    TERÇA LIVRE

     

    Jornalista do Estadão: a intenção é arruinar Flávio Bolsonaro e o governo

     

     

    O jornalista francês Jawad Rhalib fez uma grave denúncia sobre o caso envolvendo o Senador Flávio Bolsonaro (PSL) e seu assessor Fabrício Queiroz, em seu blog Mediapart.

    No artigo, Rhalib revela áudios de uma conversa com a jornalista do Estadão Constança Rezende.

    Segundo o francês, a jornalista, que foi a primeira a denunciar o filho de Jair Bolsonaro, atacou Flávio apenas para atingir o presidente e arruinar seu mandato.

    “Esta jornalista do Estadão se chama Constança Rezende, a primeira jornalista a publicar artigos sobre Flavio Bolsonaro, filho de Jair Bolsonaro”.

    “Nós cavamos e, felizmente a repórter concordou em conceder uma entrevista por telefone que gravamos para compreender suas motivações”.

    “Ao final, saímos com um registro que mostra uma imagem catastrófica dos meios de comunicação locais e instituições governamentais”.

    “Em dezembro 2018, Flavio Bolsonaro – então deputado estadual do Rio de Janeiro, senador Federal e filho do presidente Jair Bolsonaro – estava no centro de vários artigos controversos na mídia brasileira”.

    “De acordo com a cobertura inicial, a COAF do Brasil publicou um relatório detalhando pagamentos questionáveis ​​de 1,2 milhões de reais pagos entre 2016 e 2017 para Fabricio Queiroz, motorista Flavio Bolsonaro”.

    “Muito rapidamente, os relatos da mídia foram seguidos de uma investigação contra Flavio Bolsonaro”, diz o artigo de Rhalib.

    O jornal The Washington Times também denunciou a tentativa de atingir Jair Bolsonaro.

    “Não foi nenhuma surpresa quando uma fonte me mostrou evidência de que um documento vazado após a eleição de Jair Bolsonaro à presidência (a meta era antes de sua posse) com o objetivo de iniciar uma investigação, foram possivelmente parte de um esquema elaborado pela esquerda para derrubar um presidente conservador”.

    “Muito parecido com o que está acontecendo nos Estados Unidos contra o presidente Trump”, escreveu o jornalista L. Todd Wood.

    Desde que Constança iniciou a temporada de caça aos Bolsonaro no Estadão, emissoras como a Rede Globo e jornais como Folha de São Paulo seguiram o mesmo caminho.

    Uma enxurrada de acusações em horário nobre, capas de revistas e nas primeiras páginas de jornais colocaram a integridade moral do filho do presidente em xeque.

    Sobre o esquema malicioso, Wood escreveu:

    “Veja como isso se desenrolou. Jair Bolsonaro, o Donald Trump brasileiro, concorre à presidência promovendo uma plataforma anticorrupção”.

    ” A elite esquerdista no poder não gostou nada disso. Eles gostavam de seu controle sobre o governo e suas instituições.

    Eles tentaram matar Ronald Reagan.

    Bolsonaro foi esfaqueado no estômago em setembro do ano passado durante um comício e levado às pressas para o hospital.

    Depois que ele ganhou a eleição, a ameaça de um líder populista na nação latino-americana se tornou muito real.

    Pessoas foram ameaçadas; sua vida foi colocada em risco. Isso soa familiar?

    Documentos vazaram para a mídia vindos do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF), destacando as preocupações com os pagamentos ao motorista de Flávio Bolsonaro, um ano antes.

    O momento da divulgação das denúncias foi suspeito. Por que entregar os documentos aos jornalistas antes da posse?

    Apenas um ano depois eles foram escritos? Poderia ser um último truque para evitar que Bolsonaro chegasse ao poder?”.

    Depois de gravar os áudios da conversa com a jornalista do Estadão, Rhalib concluiu:

    “A conversa gravada com a jornalista Constança Rezende revelou a verdadeira motivação por trás da cobertura negativa da mídia, que era “arruinar” o presidente Jair Bolsonaro.

    Revela que eles não estão interessados ​​nos fatos, mas simplesmente em usar histórias negativas, muitas vezes inventadas, sobre a família do presidente Bolsonaro que foi eleito democraticamente.

    Constança Rezende está com documentos não públicos que foram ilegalmente divulgados ao COAF.

    Ela publicou seu primeiro artigo contra Flavio Bolsonaro com base em documentos escritos há mais de um ano.

    No entanto, eles foram divulgados apenas em dezembro de 2018, logo após as eleições gerais de Outubro e antes da posse de Jair Bolsonaro em janeiro de 2019.

    Quem se beneficia com este comunicado de imprensa? Além das motivações do COAF?

    Vamos ser claros: eu não sou um defensor de Bolsonaro, mas eu acho que estão usando o poder da mídia para atacar um presidente através de seu filho e isso é inaceitável para o jornalista que sou”.

    xxxxxxx

    Ouça os áudios gravados, com legenda:-

     

     

  • 09mar

    CONEXÃO POLÍTICA

     

    Presidente Bolsonaro irá ao Chile para enterrar órgão criado por Lula e Chávez

     

    Nova organização deve ser criada para substituir Unasul

     

    Divulgação | Instagram Jair Bolsonaro

     

    O presidente Jair Bolsonaro irá participar ainda nesse mês de uma reunião com os líderes sul-americanos para consolidar a criação do Prosul em substituição à Unasul (União das Nações Sul-Americanas).

    Orquestrada pelo presidente Sebastián Piñera, presidente do Chile, o evento ocorrerá dia 22 de março, em Santiago.

    A proposta é consolidar um órgão internacional para isolar a Unasul.

    Juan Guaidó também foi convidado para participar da reunião.

    O Prosul deve ser um órgão mais flexível, sem sede, nem orçamento.

  • 09mar

    RENOVA MÍDIA

     

    Guedes afirma que faltam 48 votos para garantir Nova Previdência

     

    O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta sexta-feira (8) que falta garantir mais 48 votos para a aprovação do projeto de reforma da Previdência na Câmara

     

    Guedes afirma que faltam 48 votos para garantir Nova Previdência

     

    Em entrevista que será publicada no Estadão na edição deste domingo (10), Paulo Guedes informou que o mapeamento do governo sobre a reforma está trazendo resultados positivos.

    O ministro da Economia indica que 160 deputados já declararam publicamente apoio à mudança nas regras de aposentadoria.

    Outros 100, segundo ele, já indicaram que votarão a favor da reforma.

    O ministro também enfatizou que o presidente da República, Jair Bolsonaro, “fará sua parte” para garantir a aprovação da reforma da Previdência ainda neste ano.

    Em conversa com jornalistas na tarde de hoje, Bolsonaro se mostrou otimista com a possibilidade da Nova Previdência ser aprovada ainda neste semestre.

  • 09mar

    RENOVA MÍDIA

     

    O deputado Felipe Francischini (PSL-PR) presidirá a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) na Câmara dos Deputados

     

    A provável chapa do PSL na CCJ da Câmara

     

    A deputada Bia Kicis (PSL-DF), que cobiçava o cargo, disse que a decisão foi feita “de forma harmônica” e que optou pela posição de vice-presidente da CCJ neste primeiro ano de comissão.

    A líder do governo no Congresso, deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), anunciou o nome de Felipe nessa quinta-feira (7).

    De acordo com Kicis, os nomes foram decididos em reunião fechada com os quatro indicados ao cargo e o líder do PSL na Câmara, delegado Valdir (PSL-GO), registra o jornal Metrópoles.

    “Não foi uma decisão da Joyce, foi uma decisão do Valdir”, explicou, ao contar que o delegado já negociava o cargo diretamente com Francischini.

    Bia aproveitou para explicar que gostaria de assumir a presidência no primeiro ou terceiro ano de comissão, devido à proximidade com as eleições.

« Entradas anteriores   Próximas entradas »