• 30ago

    JORNAL DA CIDADE ONLINE / MARCELO RATES QUARANTA

     

    Um recado duríssimo para os incautos militantes do PT e agregados

     

     

    As obras da Transnordestina estão sendo retomadas depois de 10 anos, e sem superfaturamento.

    Rodovias na Amazônia recebendo asfaltamento (sem superfaturamento) depois de décadas de total e absoluto abandono.

    Ferrovia Norte-Sul ligando o Brasil, do Pará ao Rio Grande do Sul, e mudando a matriz de transporte de cargas recebendo investimentos de R$ 3 bilhões.

    Isso vai ajudar a alavancar a recuperação da nossa Economia, com uma expressiva economia em manutenção de estradas, além de reduzir significativamente a emissão de poluentes.

    A máquina pública sendo enxugada a níveis nunca vistos antes, eliminando cargos inúteis e colocando parasitas na rua, gerando economia aos cofres públicos (dinheiro que será investido em outras áreas).

    Decreto que extingue 21 mil cargos e comissões, o Ministério da Economia estima menos R$195 milhões em gastos anuais com o dinheiro público.

    Fim das ladroagens e do sucateamento das empresas estatais, algumas até voltando a dar lucro;

    Empresas do mundo inteiro querendo retomar investimentos no Brasil devido a um aumento cada vez maior da credibilidade do país no cenário internacional.

    Ganha apoio dos EUA e Israel para entrada na OCDE, bloco de cooperação mútua com as maiores economias do mundo.

    Vai na contramão de governos anteriores que visavam políticas ideológicas, como o Foro de São Paulo;

    Fim da farta distribuição de dinheiro público para políticos, artistas, ONGs e imprensa em troca da obtenção de apoio, acabando com a farra às custas dos suados impostos pagos por nós;

    Economia sendo recuperada após décadas de desmandos e roubalheiras, e depois de ter sido completamente destroçada pelo PT.

    Mas o que te preocupa, o que realmente te incomoda, seu canalha, é o Bolsonaro ter chamado a mulher do Macron de “feia”.

    Talvez, seu babaca, você esteja com saudade do trem bala da Dilma, que nunca saiu do papel.

    Talvez você fosse mais feliz com a Petrobrás sendo roubada ou quem sabe com o BNDES sendo usado para enviar bilhões de reais para ditaduras, enquanto o nordeste sofria com as secas e a miséria.

    Ou sua satisfação plena se resumia aos escândalos quase diários?

    O que te fazia feliz, idiota, era a Dilma saudando a mandioca que o PT introduzia em você todos os dias.

    Agora pare de encher o saco, e deixe o Bolsonaro fazer pelo país aquilo que o teu candidato perdedor – seja ele o engomadinho dos 2%, o coronezinho de merda ou o poste da ORCRIM – jamais faria.

    Ah… Que lindinho… Lá vem você perguntar de novo: “Cadê o Queiroz?”.

    Eu respondo: Tá pegando a tua mãe enquanto você, puto dentro da roupa, lê esse texto que esfrega na tua cara o quanto você é um imbecil que só pensa no próprio umbigo e não no Brasil.

    Nota: Quanto aos puritanos educadinhos que que acharam os termos deste texto “grosseiros”, meu especial “vão pra PQP”, com todo carinho, é claro.

  • 22ago

    JORNAL DA CIDADE ONLINE

     

    Para os Gilmares e Maias que infestam os poderes da República

     

     

    Carlos Fernando do Santos Lima, procurador aposentado e ex-chefe da Força Tarefa da Lava Jato, mandou um recado para os Gilmares e Maias que infestam os poderes da República:

     

    Meditação Sobre os Poderes

    Rubricavam os decretos, as folhas tristes

    sobre a mesa dos seus poderes efémeros.

    Queriam ser reis, czares, tantas coisas,

    e rodeavam-se de pequenos corvos,

    palradores e reverentes, dos que repetem:

    és grande, ninguém te iguala, ninguém.

    Repartiam entre si os tesouros e as dádivas,

    murmurando forjadas confidências,

    não amando ninguém, nada respeitando.

    Encantavam-se com o eco liquefeito

    das suas vozes comandando, decretando.

    Banqueteavam-se com a pequenez

    de tudo quanto julgavam ser grande,

    com os quadros, com o fulgor novo-rico

    das vénias e dos protocolos. Vinha a morte

    e mostrava-lhes como tudo é fugaz

    quando, humanamente, se está de passagem,

    corpo em trânsito para lado nenhum.

    Acabaram sempre a chorar sobre a miséria

    dos seus títulos afundados na terra lamacenta.

     

    JOSÉ JORGE LETRIA

   



Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota