Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 11maio

    Informe Paraná [email protected]

     

     

    Presidente da Comissão de Turismo, deputado Ney Leprevost, participa de encontro para ouvir moradores do Litoral do Paraná 

     

    O deputado Ney Leprevost participou na quarta-feira (09) em Paranaguá, de encontro, organizado pelo Espaço Democrático para ouvir a população do Litoral.

    Em seu discurso, Ney, que é presidente da Comissão de Turismo da Assembleia Legislativa, pediu uma atenção ao turismo do Litoral.

    “O nosso Litoral tem um potencial turístico extraordinário e o turismo pode gerar muitos empregos para as pessoas de todas as idades e renda para os municípios. Nós precisamos de um terminal de passageiros no Porto de Paranaguá e que o trem que vai de Curitiba a Morretes e Paranaguá volte a circular todos os dias, pois quando o turismo vai bem todos ganham”, disse Ney.

    E complementou: “Eu acredito no potencial turístico do nosso Litoral. Nas cidades históricas de Paranaguá, Antonina e Morretes, no Parque do Superagui, em Guaraqueçaba, nos balneários de Matinhos e Pontal do Paraná, na baia de Guaratuba, que é uma maravilha, e nossa Ilha do Mel, visitada o ano inteiro por turistas de todos os locais do mundo”.

    Além de Ney Leprevost, participaram da reunião os deputados Ratinho Junior, Guto Silva, Marcio Nunes, Delegado Recalcatti, Alexandre Guimarães, Mauro Moraes, prefeitos, vereadores, secretários, lideranças políticas, comerciantes e a população em geral.

    (Via Assessoria de Imprensa – Pedro Mariucci Neto).

  • 21dez

    G1 -PR

    Temporada de verão deve movimentar 2,5 bilhões no litoral (Foto: Chuniti Kawamura/AENoticias/Divulgação)

    Temporada de verão deve movimentar 2,5 bilhões no litoral
    (Foto: Chuniti Kawamura/AENoticias/Divulgação)

    Os turistas que vão passar as festas de fim de ano nas praias do litoral do Paraná terão que pagar mais caro pela estadia.

    Segundo o presidente da Associação de Hotéis, Pousadas, Restaurantes, Bares e Similares do Litoral Paranaense (Assindilitoral), Carlos D’alberto Freire, o aumento pode ser cinco vezes maior do que em períodos normais para hotéis e pousadas e duas vezes para aluguéis de casas de veraneio.

    Com isso, as tarifas dos hotéis  podem passar de R$ 600 por dia e a das residências pode chegar a R$ 300.

    A temporada começou no dia 19 de dezembro e termina no dia 8 de março. O período deve movimentar aproximadamente R$ 2,3 bilhões.

    “A maioria dos imóveis já está ocupada, mas ainda temos algumas opções em locais mais distantes das regiões centrais”, afirma Freire.

    O consumo médio diário para cada turista deve ser de R$ 70.

    O cálculo, conforme a associação, foi feito com base nas visitações e movimentações financeiras dos últimos feriados e corresponde a um crescimento entre 10% e 15% em relação à temporada passada. 

    Operação de limpeza

    Para garantir a limpeza, o Instituto das Águas do Paraná fará uma operação especial de recolhimento de lixo, transporte e destinação final de resíduos sólidos, varrição de ruas e limpeza de praias e trilhas a partir de segunda-feira (23).

    De acordo com o governo do estado, nos feriados de Natal e Ano Novo são recolhidas mais de 200 toneladas de lixo. O índice é três vezes acima do normal.

    Ao longo da orla marítima serão instaladas 1.200 lixeiras com dois sacos plásticos – um preto para lixo orgânico e outro azul, para os recicláveis.

  • 03mar

    PORTAL DO BONDE

    Conhecida como uma das mais badaladas praias do Paraná, com infraestrutura completa, Guaratuba encanta pela beleza de suas praias.

    As principais, Central e do Cristo, são praias de meia enseada, ideais para banhistas, pois têm o mar calmo e estão localizadas na Avenida Atlântica.

    Na praia do Cristo está o Morro do Cristo, de onde se pode ter uma visão de todo o município, sendo bastante procurado pelos visitantes. 

    Seguindo sentido sul temos a praia do Brejatuba, procurada pro surfistas por suas águas agitadas, e a praia da Barra do Saí, no balneário de Coroados, na foz do rio Saí, preferida por pescadores de robalo.

    Merece destaque ainda a praia de Caieiras, localizada próximo ao local de passagem do ferry-boat, cujo acesso pode ser tanto rodoviário quanto hidroviário. Local calmo, agradável e pitoresco, devido à sua colônia de pescadores. 

    Mas nem só de praias vive litoral paranaense. A região de Guaratuba, por exemplo, reserva belas paisagens ‘escondidas’ tanto no continente como em ilhas, cercadas pela Mata Atlântica ainda preservada. 

    Quando for a Guaratuba, além de visitar pontos turísticos famosos como o Morro do Cristo e a Baía de Guaratuba, não deixe de conhecer lugares como o Salto Parati e o Morro Cabaraquara.

    Conheça um pouco mais sobre estes lugares: 

    Baía de Guaratuba 

    A Baía de Guaratuba é a segunda maior do Paraná, com 48,72 km2 de extensão, e por ela é feito o acesso entre Matinhos e Guaratuba, pela travessia com o Ferry-Boat.

    A Baía de Guaratuba é própria para passeios de barco, pesca e esportes náuticos. Rica em fauna e flora, é hoje uma área de proteção ambiental. 

    Morro do Brejatuba 

    Reprodução

    Mais conhecido como Morro do Cristo, é o atrativo mais visitado do município. Mirante natural, com 38 metros de altura, oferece uma paisagem espetacular do Oceano Atlântico e uma vista privilegiada de toda a região.

    O acesso ao morro é feito por uma escadaria de 199 degraus. No alto do morro, a imagem do Cristo Redentor, com 8,30m de altura, abençoa a cidade.

    A peça foi doada por Josefa do Amaral em 1953. A imagem tem um braço estendido em direção a cidade e outro sobre o corpo, com a mão no coração.

    Em maio de 2000, a imagem foi deslocada de sua base original, ganhado um pedestal de 6,5 metros de altura, com uma sala da memória, oratório e mirante. Mais de 900 mil pessoas já visitaram este atrativo desde a sua inauguração. 

    Salto Parati 

    Ao fundo da baía de Guaratuba, ao pé da Serra do Mar, fica o Salto Parati, um queda d’água de rara beleza, formada por águas cristalinas e ladeada pela mata Atlântica totalmente preservada.

    A melhor opção de acesso ao Salto é por mar, utilizando barcos de pequeno porte. As embarcações saem da Baía de Guaratuba e levam 25 minutos para chegar ao rio Parati, até o local chamado Porto.

    Depois disso, ainda é preciso fazer uma caminhada de 40 minutos, por trilhas de vegetação nativa e paisagens típicas do litoral.

    No trajeto várias espécies de flores, pássaros e animais silvestres e uma ponte pênsil que da à caminhada um ar de aventura. 

    Reprodução

    O caminho passa por várias casas de moradores locais e um Sambaqui – depósito de conchas, restos de cozinha e esqueletos acumulados por tribos indígenas que habitavam nosso litoral, algumas delas há mais de 5 mil anos. 

    As corredeiras do rio Cubatão 

    Reprodução

    O rio Cubatão nasce no município de São José dos Pinhais com o nome de São João, serve em parte, de divisa entre São José e Guaratuba, recebe o rio Arraial e toma aí o nome de Cubatão até desaguar na Baía.

    Tem um curso de cerca de 80 quilômetros. Para os turistas o rio oferece atrativos como suas corredeiras e o Salto Cubatão 

    Cabaraquara 

    Nesta localidade encontram-se a beleza da Mata Atlântica, rios, mangues, montanhas, e uma comunidade receptiva que oferece várias opções para o visitante, como trilhas, artesanato e principalmente a degustação de ostras, cultivadas e servidas em ambientes rústicos, em total harmonia com a natureza. 

    Reprodução

    Outra atração local é o Morro do Cabaraquara, com 455 metros de altura.

    Uma trilha que leva ao topo do morro, em duas horas de caminhada, proporciona uma visão fantástica do Oceano Atlântico, Serra do Mar e de toda cidade. 

    Casarão do Porto 

    Não existe documentação a respeito do imóvel, um dos últimos remanescentes do período colonial, embora a casa esteja registrado numa aquarela de Debret, de 1827, o que permite situar sua construção entre o final do século XVIII e as primeiras décadas do século XIX. 

    Reprodução

    O Casarão do Porto fica na área central de Guaratuba e é reconhecido como Patrimônio Histórico do Paraná.

    Trata-se de sobrado de planta quadrada, construído em alvenaria mista, pedra e tijolos, cobertura em telhado de quatro águas, telhas canal, arrematado por beira-seveira.

    Aberturas com requadros em cantaria, na fachada principal; nas laterais, em madeira, encimados por vergas curvas no primeiro e segundos pisos.

    Janelas em guilhotina, divididas em quadrículos, e divisórias internas em sistema de pau-a-pique com os vãos preenchidos com barro.

    O imóvel era utilizado para comércio e moradia. Abandonado em meados da década de 70, rapidamente se deteriorou. Em 1994 foi recuperado e adaptado para abrigar um restaurante.