Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 18jan

    AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS

     

    Compromisso é tornar o Paraná referência em educação, afirma governador

     

    O governador Carlos Massa Ratinho Junior, acompanhou a apresentação das diretrizes de trabalho da nova gestão para a Educação, em encontro com o secretário Renato Feder e funcionários da Secretaria de Educação e do Esporte.Curitiba, 17-01-19.Foto: Foto: Rodrigo Félix Leal

     

    Melhorar o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) e tornar a rede pública referência nacional e internacional em ensino e aprendizagem são compromissos do Governo do Paraná, afirmou o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

    Ele deu posse formal nesta quinta-feira (17) ao novo secretário da Educação e do Esporte, Renato Feder, em cerimônia na sede da Secretaria, em Curitiba.

    “Temos um desafio muito grande, pois o Paraná é o sétimo no Ideb. Com o potencial, o quadro técnico e os professores que temos, podemos estar em primeiro lugar”, afirmou o governador.

    “A ideia é repensar de uma maneira inovadora um novo jeito de se fazer educação no Paraná para que possamos chegar ao topo do ranking.”

    Ratinho Junior explicou que haverá uma reformulação na estrutura organizacional da pasta, com foco na qualificação dos professores e das equipes pedagógicas e na gestão das escolas, para melhorar os índices no médio prazo.

    MEDIDAS – O governador destacou medidas que já estão sendo executadas pela Secretaria, como a seleção dos 32 novos chefes dos Núcleos Regionais de Educação.

    “Até agora a indicação era política. Estamos rompendo com esse modelo, passando por um teste seletivo muito criterioso”, disse.

    “O chefe de núcleo precisa ter capacidade técnica, porque ele será o topo da pirâmide para as boas práticas que queremos implantar na sala de aula”, explicou.

    O Paraná também deve buscar modelos que deram certo em outros estados e países.

    Ratinho Junior citou os projetos Escola Segura, para combater a evasão escolar e trazer mais segurança ao entorno das escolas, e Ganhando o Mundo, que prevê a concessão de bolsas de intercâmbio para o exterior a estudantes dos ensinos fundamental e médio.

    “Vamos buscar bons exemplos no Brasil e fora do país. Hoje, Goiás tem o melhor Ideb do Brasil. Estamos trazendo alguns técnicos de lá para nos ajudar”.”

    Outros estados, como o Ceará e o Espírito Santo, também têm boas medidas educacionais. Estamos montando uma equipe de elite para aplicar esses bons exemplos no Paraná”, ressaltou.

    FORTALECIMENTO – O secretário Renato Feder afirmou que a pasta também trabalha com a ampliação e fortalecimento da rede de ensino e com a valorização dos professores e profissionais da educação.

    “A Secretaria olha e pensa como apoiar o professor para que ele dê uma boa aula, para que ele se sinta valorizado”, afirmou.

    De acordo com o secretário, o material didático será revisto e elaborado pelo próprio Estado.

    “Estamos construindo um material do Paraná, que dê mais facilidade e converse melhor com o professor”, destacou Renato Feder.

    VOLTA ÀS AULAS – Feder também apresentou uma agenda de ações que serão implantadas com foco na volta às aulas, em 14 de fevereiro.

    O primeiro passo é o processo de seleção para chefes de núcleo, que começa nesta sexta-feira (18).

    Também está prevista uma formação com todos os diretores dos colégios estaduais do Paraná na semana que vem.

    Outra medida é a melhoria da estrutura das escolas. Feder explicou que as unidades mais necessitadas e com problemas mais graves estão recebendo reparos emergenciais para começar o ano letivo aptas para receber os alunos.

    Cerca de 100 escolas estão passando por reformas.

    PERFIL – Renato Feder é formado em Administração pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e tem mestrado em economia na Universidade de São Paulo (USP).

    O empresário foi assessor voluntário da Secretaria de Educação de São Paulo, professor de Matemática por oito anos e de Economia por quatro anos.

    Também foi diretor, por oito anos, do Colégio ALEF, escola de São Paulo sem fins lucrativos.

    PRESENÇAS – Participaram da solenidade o vice-governador Darci Piana; o chefe da Casa Civil, Guto Silva; os presidentes do Instituto Fundepar, José Maria Ferreira; e do Conselho Estadual de Educação, Oscar Alves; o secretário de Estado do Desenvolvimento Urbano, João Carlos Ortega; os deputados estaduais Hussein Bakri e Rubens Recalcatti; e os deputados eleitos Luiz Goulart e Emerson Bacil.

  • 15dez

    TRIBUNA DO VALE

     

    Ratinho Junior busca alternativas para a Educação

     

     

    O governador Ratinho Junior (PSD), o secretário da Casa Civil, Guto Silva (PSD), e o secretário de educação, Renato Feder, conheceram projetos desenvolvidos por instituições brasileiras e que são referência na Educação.

    Estiveram com Paulo Lemann, da Fundação Lemann, uma organização sem fins lucrativos que colabora com iniciativas para a educação pública e para resolução de problemas sociais.

    O grupo também se encontrou com Wilson Risolia, ex-secretário de Educação do Rio de Janeiro, que desenvolveu um projeto que tirou o estado da 25ª posição do ranking da educação e o colocou em quarto lugar.

    Os paranaenses conheceram ainda o resultado dos trabalhos de outras três instituições que atuam em projetos voltados à educação integral: o Instituto Natura, Instituto Sonho Grande e o ICE (Instituto de Corresponsabilidade pela Educação.

    Os encontros fazem parte do planejamento do estado para os projetos que serão aplicados na educação.

    “Buscamos apoio de Instituições para implementar projetos que façam do Paraná um modelo”, afirmou Junior.

  • 14dez

    UNIBRASIL-COMUNICAÇÃO E MARKETING/PATRÍCIA CASTRO

     

    Professora idealizadora de projeto social inclusivo recebe prêmio Personalidades TOPVIEW

     

    A docente foi indicada a dois prêmios como melhor Educador Inclusivo e

    Universitário

     

     

    A professora Eliana Patricia Pereira, responsável pelo projeto Ampliar – que visa a inclusão social, reabilitação e preparação paradesportiva de pessoas com deficiência – recebeu na noite de terça-feira (11/12), o prêmio Personalidades TOPVIEW 2018.

    Na categoria Educação, Ação Social e Sustentabilidade, a docente do UniBrasil Centro Universitário conquistou o prêmio como melhor Educador Universitário.

    A premiação, realizada durante um coquetel na Ópera de Arame, em Curitiba, é uma iniciativa da revista TOPVIEW e do Grupo RIC-PR com o intuito de valorizar os talentos locais.

    Na ocasião, 39 personalidades divididas em cinco categorias foram homenageadas com o Troféu Mário Petrelli, fundador e presidente do Grupo RIC.

    Durante o evento a professora aproveitou a oportunidade para agradecer.

    “Eu me sinto muito honrada por um trabalho que começou tão despretensioso, um trabalho que sempre foi feito com amor.  Não tenho palavras para agradecer as oportunidades que eu tive de crescimento profissional. A palavra mais certa para este momento é gratidão”, destacou a homenageada.

    O PROJETO

    Iniciado em 2010, o projeto Ampliar idealizado pela professora Eliana Patricia Pereira, faz parte de um programa de extensão do curso de Educação Física do UniBrasil Centro Universitário, com o objetivo – por meio da natação – a reabilitação e preparação paradesportiva e inclusão social de pessoas que possuem algum tipo de deficiência.

  • 27nov

    JORNAL DA CIDADE ONLINE

     

    Equipe de Bolsonaro traça estratégia para a mudança de reitores nas universidades federais

     

     

    Um ponto crucial que precisa ser encarado de frente pelo novo governo, que assume no dia 1º de janeiro de 2019, já está sendo tratado com extremo cuidado pela equipe de transição de Jair Bolsonaro.

    O calendário da escolha dos novos reitores das universidades federais está sendo devidamente estudado e o procedimento do presidente eleito em relação às escolhas será diferente.

    Nas listas tríplices que obrigatoriamente chegam das universidades, através da livre escolha das comunidades acadêmicas, o plano é a opção por nomes com experiência em “gestão” e “administração” e sem vínculos com partidos de esquerda.

    Para a equipe de transição, as universidades foram “aparelhadas” nos últimos anos.

    O segundo passo, será pôr um fim a metodologia de escolha de reitor com base em lista tríplice, onde o dirigente escolhido deve ser professor titular ou associado 4, com título de doutor.

    O objetivo é dar prioridade a gestão de boa qualidade, pois a ‘imposição’ de reitores tem sido desastrosa para o ensino universitário.

  • 27nov

    Recalcatti homenageia participantes de Seminário da Educação Básica

     

     

    Durante a sessão plenária desta segunda-feira, 26, na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) um grupo de professores recebeu menções honrosas pela participação no Seminário da Educação Básica do Estado do Paraná, promovido no Legislativo no último mês de maio.

    As menções honrosas aos professores foram propostas pelo deputado Rubens Recalcatti (PSD), que falou da Reforma do Ensino Médio e os Itinerários Formativos, temas decorrentes da implementação da Lei Federal nº 13.415/2017, criada para a aplicação do chamado Novo Ensino Médio.

    Sobre o seminário, o parlamentar afirmou que “foi um trabalho excepcional na construção de relatórios apresentados pelas cinco comissões temáticas constituídas por professores, pedagogos e técnicos das áreas, da rede pública e privada de ensino, além de representantes de entidades estudantis”.

    “Durante o ano, 660 alunos participaram neste Plenário de um aulão para o Exame Nacional do Ensino Médio. Nenhum Legislativo brasileiro faz isso”.

    “Nenhum Legislativo promove esta mudança, assim como foi também este seminário”, afirmou o professor Marlus Geronasso, um dos coordenadores do evento, em agradecimento ao apoio do presidente da Alep, deputado Ademar Traiano (PSDB), e aos membros da Mesa Executiva, à educação paranaense.

    De acordo com o professor, a Assembleia não apenas fala em educação: ela “faz” educação.

    Marlus Geronasso, professor do Grupo UNINTER, destacou as novas diretrizes curriculares, apresentadas no final de 2018, para a implantação do Novo Ensino Médio, nos anos de 2019 e 2020.

    “No seminário trabalhamos com a sugestão dos cinco itinerários formativos. A lei preconizava em seu início a obrigatoriedade de um itinerário. Nós aqui expandimos e entendemos que esta liberdade só existirá se os cinco itinerários normativos foram fornecidos: ciências humanas, ciências da natureza, matemática, linguagens e formação profissional. Aí sim, este indivíduo terá condições de optar por seu caminho de vida”, explicou.

    Os professores homenageados foram Dinamara Pereira Machado, Marlus Humberto Geronasso, Maria Tereza Xavier Cordeiro, Christiane Kaminski, Rodrigo Berté, Vera Lucia Pereira dos Santos, André Luiz Moscaleski Cavazzani, Luís Fernando Lopes, Renata Adriana Garbossa, Everson Araújo Nauroski, Douglas Henrique Antunes Lopes, Maria Eneida Fantin, André Frota, Marcos Ruiz, Paula Reis, Gisele do Rocio Cordeiro, Paulo Martinelli, Denise Terezinha Marques, Sueli Pereira Donato, Wilson da Silva, Guilherme Gonçalves de Carvalho, Elenita de Oliveira e Mariana Monfort Barboza.

    _________________________

    Com informações de Trajano Budola, da Divulgação Alep

    Foto: Pedro de Oliveira, da Divulgação Alep

« Entradas anteriores