• 22jun

    AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS

     

    Governador fala sobre dificuldade para o reajuste dos servidores

     

    Governador Carlos Massa Ratinho Junior durante entrevista coletiva de imprensa concedida em Londrina, nesta quinta-feira (20). - Londrina, 20/06/2019 - Foto: Rodrigo Félix Leal/ANPr

     

    O governador Carlos Massa Ratinho Junior comentou nesta quinta-feira (20) a questão do reajuste dos servidores.

    Em entrevista coletiva concedida em Londrina, Ratinho Junior afirmou que o seu desejo é dar o reajuste aos servidores, na data-base, mas que o problema é que o governo não tem dinheiro.

    “Estamos fazendo esforços, cortando mordomias para construir um projeto que permita, daqui a alguns meses ou no ano que vem, dar reajuste aos funcionários. Minha função como governador é cuidar do equilíbrio e garantir saúde financeira ao Estado”, disse.

    Ele afirmou que o esforço para melhorar o estado não deve ser só do governo, mas de toda a sociedade.

    “Podemos até pensar em reajuste, mas seria necessário aumentar impostos. E precisamos perguntar para a sociedade se quer aumento de imposto para dar reajuste para servidor”, disse ele.

    “Essa é uma discussão complexa. Entendo o trabalho dos servidores como árduo e importante. Mas temos de reconhecer que o Paraná está pagando o salário em dia”.

    “Há muitos estados com dificuldades de pagar até mesmo os aposentados e nós já estamos trabalhando para que o décimo terceiro esteja na conta já no início de dezembro. Tem que haver clareza de que há esforço do governo para ter as contas em dia”.

    Nenhum estado do Brasil, lembrou Ratinho Junior, está dando reajuste ao funcionalismo, porque o país está em crise, com a arrecadação caindo.

    Ele citou Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Minas Gerais, que estão parcelando o pagamento dos seus servidores e não conseguindo pagar aposentadorias.

    “Minha obrigação como governador é não deixar o Paraná entrar nesta situação, que infelizmente acontece com estados nossos irmãos e que torcemos para que superem logo.”

    LIMITE PRUDENCIAL – O govenador destacou também a questão de que o Estado não pode ultrapassar o limite prudencial nas despesas com a folha de pagamentos. 

    “De acordo com o determinado pelo Tribunal de Contas e Secretaria do Tesouro Nacional, ultrapassar o limite significa ficar negativado, o que incorre em perda de convênios e comprometimentos de investimentos previstos no Estado. Minha função é ser guardião do orçamento”, enfatizou.

    O governador diz que o governo procura ações  periféricas para colaborar com o servidor, mas sem colocar em risco a saúde financeira do Estado.

    “Não existe a possibilidade de reajuste, porque representaria quase R$ 1 bilhão a mais de gastos. Temos que trabalhar com a realidade. Isso exigiria aumento de arrecadação e a população já paga muito imposto”.

  • 21jun

    AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS

     

    Londrina ganha novo espaço para esporte e recreação

     

    Londrina, no Norte do Paraná, ganhou uma unidade do projeto Arena Multiuso, espaço para atividades esportivas e de recreação, implantado pelo Governo do Estado, em parceria com o município. Instalada no conjunto residencial Vista Bela, a unidade foi entregue à comunidade pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior, nesta quinta-feira (20). - Londrina, 20/06/2019 - Foto: Arnaldo Alves/ANPr
    Londrina, no Norte do Paraná, ganhou uma unidade do projeto Arena Multiuso, espaço para atividades esportivas e de recreação, implantado pelo Governo do  Estado, em parceria com o município.
    Instalada no conjunto residencial Vista Bela, a unidade foi entregue à comunidade pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior, nesta quinta-feira (20).

    É a primeira de oito que serão implantadas no município. Ratinho Junior explicou que a ideia da arena foi trazida da Alemanha, quando ele era secretário do Desenvolvimento Urbano do Paraná.

    A Arena Multiuso possui gramado sintético, estruturas de alambrados, iluminação e arquibancadas, podendo ser utilizada para a prática de modalidades, como futebol, badminton e vôlei.

     “São espaços que revitalizam áreas de bairros populosos e abrem oportunidade para as crianças terem acesso a esporte, a uma vida mais saudável, longe dos perigos das drogas”, disse o govenador.

    “A ideia é que sejam também um ambiente familiar, onde pais e filhos podem conviver em atividades de lazer, permitindo um  desenvolvimento saudável das crianças”, disse.

    O diretor-presidente do Instituto Paranaense de Ciência do Esporte (IPCE), Helio Wirbiski, reforçou o objetivo do projeto que é oferecer atividades para as crianças em contraturno e afastá-las das ruas.

    “O objetivo do governo estadual é investir no esporte para proteger a crianças”, afirmou.

    NO ESTADO – Atualmente existem 265 estruturas instaladas em municípios paranaenses, entre unidades com campo de grama sintética e outras arenas que contemplam pista de skate, caminhada e basquete 3 por 3.

    Todo o material que compõe a Arena Multiuso é acondicionado em dois contêineres, que depois da instalação são acoplados à estrutura para servir como vestuário ou em outras funções.

    A instalação dos equipamentos é feita com o apoio dos municípios, que são os responsáveis pela preparação da base para receber a arena.

    Fernando Madureira, da Fundação do Esporte de Londrina, disse que o objetivo do município é garantir qualidade de vida ao bairro.

    “A prefeitura e o Estado abraçam essa causa, que com certeza contribui para melhorar a cidade”, afirmou.

    PRESENÇAS – Participaram da solenidade de inauguração o secretário de Estado da Educação, Renato Feder; o vice-prefeito de Londrina, João Mendonça; o presidente da   Câmara de Vereadores, Ailton Nantes; a deputada federal Luisa Canziani.

    E, ainda, o deputado estadual Cobra Repórter, o atleta Wanderley Silva; presidente da Amepar e prefeito de Arapongas, Sérgio Onofre da Silva; o presidente da Associação dos Moradores,  Silvestre Gonçalves, dirigentes e professores da escola Vista Bela.

  • 19jun

    AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS

     

    Governador reúne-se com chefes de núcleos regionais

     

    O governador Massa Ratinho Junior recebeu nesta terça-feira (18) chefes de núcleos das regiões de Apucarana, Maringá e Ivaiporã. Foi o segundo encontro de representantes das diversas áreas do governo no Interior com o objetivo de ampliar a integração e alinhar informações sobre programas, ações e resultados dos primeiros meses de gestão. - Curitiba, 18/06/2019 - Foto: Guilherme Flores/Casa Civil

     

    O governador Massa Ratinho Junior recebeu nesta terça-feira (18) chefes de núcleos das regiões de Apucarana, Maringá e Ivaiporã.

    Foi o segundo encontro de representantes das diversas áreas do governo no Interior com o objetivo de ampliar a integração e alinhar informações sobre programas, ações e resultados dos primeiros meses de gestão.

    Além de um rápido balanço do que já foi feito, Ratinho Junior falou sobre o que o governo planeja para o futuro, levando em consideração dois cenários econômicos – com a aprovação ou não da reforma da Previdência.

    E antecipou o anúncio nos próximos meses de um grande programa para atrair novos investimentos e gerar empregos no Interior.

    “Vocês tem um papel fundamental, são a ponta de tudo o que está sendo decidido e feito por aqui”, afirmou.

    “Precisamos da eficiência de vocês para fazer do Paraná referência no Brasil”.

    O governador também informou que, além das reuniões mensais com representantes de algumas regiões, está sendo programado para julho um grande encontro de todo o Estado, com a presença do primeiro escalão do governo.

    INICIATIVA – A importância dos regionais também foi destacada pelo chefe da Casa Civil, Guto Silva, e pelo secretário estadual da Saúde, Beto Preto, que incentivaram iniciativas locais.

    “Estamos aqui para dar retaguarda e suporte a vocês. Não tenham medo de governar”, disse Guto Silva.

    “Com toda a complexidade desses primeiros seis meses já tivemos ações efetivas, rápidas. O governo está bem avaliado e sincronizado com os desejos da população”, acrescentou.

    Beto Preto afirmou que ao empoderar as regionais, o governo está sendo coerente com a a preocupação de agilizar o atendimento à população e inovar na gestão.

    “O governador leva a sério a questão da inovação, de mudar o estilo. Os escritórios regionais têm um papel nesse governo que não tiveram nos outros”, comparou.

    Também participaram do encontro o superintendente de articulação regional, Gugu Bueno; o coordenador de Assuntos Políticos, Rodrigo Pina; o superintendente de Governança, Phelipe Mansur; e o assessor João Pavinatto, todos da Casa Civil.

  • 17jun

    GAZETA DO POVO

     

    Após inauguração de shopping, Curitiba planeja novo binário

     

     

    Trânsito ao redor do novo shopping de Curitiba| Foto: Hedson Alves / Gazeta do Povo

     

    A inauguração do Jockey Plaza Shopping, no bairro Tarumã, em Curitiba, relevou um problema que provoca dor de cabeça aos motoristas da região faz tempo.

    Quem tenta cruzar a Avenida Victor Ferreira do Amaral pela Rua Professora Olga Balster quase sempre encontra trânsito intenso.

    Para solucionar o problema e também criar um corredor que ligue o Cajuru até a região do Jardim Social, a prefeitura de Curitiba projeta criar um binário utilizando as ruas Olga Balster e Nivaldo Braga.

    Quando chegar à região do shopping, o binário se conectará à Rua Konrad Adenauer, que foi reformada para a inauguração do empreendimento e termina nas ruas Fulvio Jose Alice e José Zgoda.

    Nessas ruas estão em construção trincheiras que passarão por baixo da Linha Verde, as quais formarão o segundo binário que ligará os bairros Bacacheri e Bairro Alto.

    Esse já está em obras e a previsão de inauguração é para o fim deste ano.

    O novo binário funcionará da seguinte forma: no Tarumã, o novo projeto chegará até a Victor Ferreira do Amaral.

    No Cajuru, o projeto contempla a Nivaldo Braga – até a Rua Miguel Caluf -, e Olga Balster – até a Assma Karam Geara.

    Na segunda via, será feita uma das principais intervenções do projeto: a continuação da Olga Balster para cruzar as avenidas Mauricio Fruet e Affonso Camargo e atravessar a linha férrea.

    Novo binário
    À época da inauguração do centro de compras no Tarumã, a prefeitura explicou o motivo de a Rua Olga Balster não ter sido alterada já naquele momento.

    “A gente não colocou a Olga Balster no projeto do shopping porque é uma ligação viária maior”, esclarece o diretor de operações da Superintendência de Trânsito, Setran, Pedro Darci.

    Os dois binários – o do Cajuru e o do Bairro Alto – irão se conectar com a Rua Konrad Adenauer e então chegarão até a Rua Fagundes Varela, já no Bacacheri.

    Em nota, o Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) afirma que a obra vai melhorar a ligação entre os bairros Tarumã, Capão da Imbuia, Jardim das Américas e Guabirotuba.

    O projeto faz parte do PAC Mobilidade e o andamento da obra ainda depende de aprovação da Caixa Econômica Federal e também da liberação de recursos do governo federal.

  • 17jun

    DIÁRIO DO PODER

     

    Bolsonaro se livra de ex-ministro de Dilma: Levy pede demissão do BNDES

     

    Convidado por Guedes, Levy sempre esteve atravessado na garganta de Bolsonaro

     

    Bolsonaro se livra de ex-ministro de Dilma: Levy pede demissão do BNDES
     Foto: Antonio Cruz/ABr

    O presidente Jair Bolsonaro finalmente se livrou de um integrante da equipe econômica que o incomodava: Joaquim Levy, o ex- ministro da Fazenda de Dilma Rousseff (PT) que o ministro Paulo Guedes (Economia) convidou para presidir o BNDES.

    O pedido de demissão de Levy foi encaminhado a Guedes neste sábado (15) após Bolsonaro afirmar publicamente que sua cabeça estava a prêmio, após a nomeação de Marcos Barbosa Lima, economista ligado ao PT, para cargo de diretoria no banco.

    “Eu já tô por aqui com o Levy, falei para ele: ‘demita esse cara na segunda-feira ou eu demito você sem passar pelo Paulo Guedes’”, disse ele a jornalistas.

    O presidente ainda disse que Levy não estava sendo leal. “[Ele] Já vem há algum tempo não sendo leal àquilo que foi combinado e àquilo que ele conhece a meu respeito”.

    Primeiro, o próprio Marco Barbosa Lima pediu demissão, em carta enviada a Levy, após dois dias no cargo.

    Depois foi a vez do próprio presidente do BNDES fazê-lo, levando em conta a afirmação do presidente.

« Entradas anteriores   



Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota