Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 29mar

    DIÁRIO DO PODER

     

    Ernesto relata conversa estranha de senadora sobre 5G e Pacheco ‘sobe nas tamancas’

     

    Presidente do Senado deveria apurar o suposto interesse de Kátia Abreu no leilão 5G

     

    Brasil deseja criar novas oportunidade com a China, diz chanceler

    Ministro de Estado das Relações Exteriores, Ernesto Araújo – Foto: MRE.

    O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, é do tipo que considera intolerável um ministro sob fogo cerrado de senadores ter a ousadia de reagir a isso.

    Foi o que aconteceu neste domingo (28), após a publicação de um post do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, revelando estranho interesse da senadora Kátia Abreu, presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, sobre o leilão próximo da tecnologia 5G.

    Atraído para uma reunião da Comissão de Relações Exteriores, Araújo foi submetido a uma espécie de “malhação de judas” liderada pela presidente do organismo, senadora Kátia Breu (TO), conhecida por suas ligações à ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

    Neste domingo (28), Rodrigo Pacheco “subiu nas tamancas” para reiterar críticas ao titular do Ministério das Relações Exteriores inconformado com as revelações dele sobre a conversa com Kátia Abreu durante almoço que ele ofereceu à senadora, em 4 de março.

    Em vez de mandar apurar os fatos, que sugerem interesse particular da senadora no leilão do 5G, Pacheco partiu para o ataque: “A tentativa do ministro Ernesto Araújo de tentar desqualificar a competente senadora Kátia Abreu”, advertiu Pacheco, “atinge todo o Senado Federal”.

    Em sua conta no twitter, Ernesto Araújo contou que, ao receber Kátia Abreu em almoço no ministério, mantiveram uma conversa que definiu como “cortês” e nela “pouco ou nada falou de vacinas”. Há testemunhas da conversa entre anfitrião e visitante.

    O ministro revelou um detalhe que deveria merecer do presidente do Senado abertura de procedimento investigativo.

    Ele conta que, no final do almoço, à mesa, Kátia Abreu afirmou: “Ministro, se o senhor fizer um gesto em relação ao 5G, será o rei do Senado.”

    Ernesto Araújo esclarece que não fez “gesto algum”, explicando em seguida, em seu post no Twitter, que esse tema não lhe compete e sim ao colega das Comunicações e ao presidente da República.

    Mas o presidente do Senado achou que o chanceler tentou “desqualificar” a senadora e, com isso “atingiu todo o Senado Federal”, destacando que o fato acontece “justamente em um momento que estamos buscando unir, somar, pacificar as relações entre os poderes”.

    E foi mais além: “Essa constante desagregação é um grande desserviço ao País”.

    Publicado por jagostinho @ 11:42



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.