Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 20out

    TRIBUNA DO PARANÁ

     

    Morre o vereador de Curitiba Jairo Marcelino vítima da covid-19

     

    Jairo Marcelino (PSD) era o vereador há mais tempo na Câmara de Curitiba e faleceu de covid-19. Foto: Gerson Klaina / Tribuna do Paraná

     

    Morreu, no início da tarde desta terça-feira (20), o vereador de Curitiba Jairo Marcelino (PSD). Ele estava internado na UTI do Hospital Vita Curitiba, no Bairro Alto, em Curitiba, com covid-19.

    Jairo Marcelino, que era o vereador mais longevo com 37 anos ininterruptos de mandato na Câmara Municipal de Curitiba (CMC), era candidato à reeleição no pleito de 2020.

    O político deu entrada no hospital no dia 26 de setembro, com quadro de gripe que evoluiu para uma pneumonia viral. Ele fez o uso do respirador, mas não resistiu ao avanço da doença.

    Logo após a confirmação da morte do vereador, a Câmara Municipal de Curitiba publicou uma homenagem a Marcelino em seu site, destacando a história e as realizações do politico,que era considerado uma testemunha da redemocratização em Curitiba.

    “Nascido no dia 17 de julho de 1943, Jairo Marcelino tinha 40 anos quando ingressou na CMC. Para quem começou a trabalhar aos 14, como cobrador de ônibus na linha Uberaba, e em 1962 passou a motorista de ônibus, já era uma pessoa vivida. Mas comporia, naquela distante nona legislatura, o bloco dos novatos que o início da redemocratização trazia para a vida pública.

    Décadas depois, era comum ouvir servidores e vereadores, durante o trabalho parlamentar, chamarem-no afetivamente de “professor””, diz trecho da publicação da CMC.

    Trajetória politica

    Líder da bancada do PSD na Câmara Municipal, Marcelino era vereador de Curitiba desde 1982 e tentava seu décimo mandato consecutivo nas eleições de 2020. O político também era um parlamentar constituinte, que participou do processo de elaboração da Constituição em 1988 e de sua revisão.

    Ex-comerciante e motorista profissional, o vereador construiu uma carreira político-partidária com atuação na defesa de segmentos organizados e categorias profissionais, como mostra seu perfil oficial na Câmara Municipal de Curitiba.

    São da autoria de Marcelino as leis municipais 6.805/1985, para instalação de postos de marcação de consultas em terminais; a 8.686/1995, que isenta do EstaR o taxista que estiver no interior do veículo; a  8.788/1995, que proíbe o uso do solo em faixas de segurança de transmissão de energia elétrica e alta tensão; a 9.232/1997, sobre a divulgação do serviço de táxi em hotéis; as 7.347/1989 e 7.559/1990, referentes ao transporte escolar; e a lei 15.009/2016, para ampliar os pontos de venda do cartão transporte.

    Na Câmara, ele esteve no cargo de terceiro-secretário da Casa por duas vezes. E das nove vezes em que foi integrante da Comissão de Economia, Finanças e Fiscalização, por quatro presidiu o grupo, a primeira delas em 1987. A mesma atribuição foi repetida por três vezes na Comissão de Serviço Público, a partir de 2008. Presidiu por uma vez as comissões de Constituição e Justiça e de Direitos Humanos, Defesa da Cidadania e Segurança Pública. Marcelino integrou ainda as comissões de Urbanismo, Obras Públicas e TI e de Educação, Cultura e Turismo por quatro vezes.

    Publicado por jagostinho @ 16:39



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.