Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 07dez

    PARANÁ PORTAL/PEDRO RIBEIRO

     

    Integração dos oceanos Atlântico e Pacífico, uma proposta ousada de Ratinho Junior em parceria com a Itaipu

     

    Ratinho Júnior propõe ligação por rodovia e ferrovia  para unir os portos de Paranaguá (PR) e Antofagasta (Chile)

     

     

    Depois de se reunir, no dia 24 de novembro, com lideranças do setor produtivo do Paraná, o G7 e a diretoria da Itaipu, para discutir novos projetos para o Estado, o governador Ratinho Junior volta a falar com o diretor-geral brasileiro da Itaipu, Marcos Stamm, para, desta vez, apresentar sugestões  que levou ao levou ao presidente eleito, Jair Bolsonaro, em reunião nesta terça-feira (4).

    A proposta do governador eleito é a de retomada de um projeto de integração dos oceanos Atlântico e Pacífico.

    A ligação ferroviária e rodoviária entre os portos de Paranaguá (Paraná) e Antofagasta (norte do Chile) seria feita com recursos da Itaipu Binacional.

    “O presidente eleito gostou muito da ideia e determinou para, já em janeiro, elaborarmos um grupo de trabalho sobre isso. Contaremos com a parceria da Itaipu, bancando o projeto executivo e apoiando este sonho antigo dos paranaenses”, disse Ratinho Júnior, nesta quinta-feira (6), antes da abertura do Encontro Paranaense de Gestores Municipais, no Hotel Recando Cataratas, em Foz do Iguaçu.

    O encontro reúne, até sexta-feira (7), prefeitos (as), vice-prefeitos (as), secretários (as), servidores (as) municipais e vereadores (as) para debater as melhorias na qualificação da gestão municipal.

    A governadora do Paraná, Cida Borghetti; o diretor-geral brasileiro de Itaipu, Marcos Stamm, entre outras autoridades participaram da abertura do evento.

    O projeto de ligação entre os dois oceanos será tratado novamente na próxima reunião entre Itaipu e o chamado G7 – grupo de entidades empresariais paranaenses que representam o conjunto das forças econômicas do Estado, na próxima segunda-feira (10), na sede do Sebrae-PR, em Curitiba.

    Ratinho Júnior, que participará do encontro, reafirmou a importância da Itaipu no desenvolvimento do Estado.

    “Já é tradição a parceria com Itaipu e será importante podermos continuar contando com a empresa”, afirmou.

    No final do mês passado, Itaipu assinou com o G7 um compromisso que prevê uma série de iniciativas e ações para o desenvolvimento econômico, social e ambiental do Paraná, contemplando seus diferentes territórios e cadeias produtivas.

    Ligação entre oceanos

    Os primeiros projetos de ligação entre os dois oceanos são da década de 80.

    A rede de ferrovias e rodovias integrariam os mais de 3 mil quilômetros que separam os portos brasileiro de Paranaguá, no Oceano Atlântico, e o chileno de Antofagasta no Oceano Pacífico.

    A ligação viária e ferroviária vai ajudar a desenvolver o agronegócio brasileiro, criando uma nova rota de exportação de produtos para a China.

    “É uma obra de infraestrutura que vai atender todo o Brasil e o Paraná será o grande beneficiado”, complementou Ratinho.

    “Com esta ligação, nós seríamos o centro de escoamento de produtos da região, fazendo do Paraná uma área estratégica”.

    Encontro dos gestores

    A participação da Itaipu no encontro dos gestores serviu para reafirmar o compromisso da empresa com os governos municipais e estadual.

    Segundo Cida Borghetti, Itaipu é fundamental para o desenvolvimento de políticas públicas em todo o Estado.

    “Em várias áreas, Itaipu tem sido um braço forte de apoio aos projetos que promovem a melhoria da qualidade de vida da população”, disse a governadora, na abertura do encontro.

    “Há uma convergência muito grande das ações da Itaipu com o governo do Estado e os municípios”, complementou Marcos Stamm, citando o Programa de Educação Continuada, um convênio assinado entre Itaipu, PTI e a Associação dos Municípios do Paraná (AMP), no mês julho, para qualificação de gestores municipais nas áreas de gestão, educação e saúde.

    O programa é voltado ao desenvolvimento de competências dos gestores e técnicos dos 399 municípios paranaenses cobertos pela AMP.

    O investimento previsto é de R$ 5 milhões e a meta é capacitar aproximadamente 11 mil pessoas até março de 2020.

    Na área de educação, por exemplo, são promovidos 11 cursos de capacitação.

    O encerramento destes cursos foi durante o encontro de gestores.



    Publicado por jagostinho @ 09:06



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.