Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 18jun

    AGORA NOTÍCIAS BRASIL

     

    Direitista Iván Duque é eleito presidente da Colômbia. O mundo não quer o socialismo

     

    Com 98,2% dos votos apurados, o afiliado político do ex-presidente Álvaro Uribe conseguiu mais de 10,2 milhões de votos

     

    Direitista Iván Duque é eleito presidente da Colômbia. O mundo não quer o socialismo

    O candidato do partido Centro Democrático, Iván Duque, venceu a corrida eleitoral à Presidência da Colômbia neste domingo, 17, e tomará posse no dia 7 de agosto.

    Com 98,2% dos votos apurados, Duque, um afiliado político do ex-presidente Álvaro Uribe, tem mais de 10,2 milhões de votos, o equivalente a 53,97% do total, de acordo com o Registro Nacional do Estado Civil, o órgão eleitoral do país.

    O ex-guerrilheiro Gustavo Petro, do movimento Colômbia Humana, tem 7,9 milhões de votos, 41,81% do total apurado.

    A vantagem parcial de 12,16% para Duque não permite que Petro alcance o patamar, já que falta a análise de apenas 1,80% das mesas para o encerramento da apuração. 

    Conforme os resultados atuais, foram contabilizados 4,20% votos brancos.

     A jornada eleitoral começou às 8h locais (10h de Brasília), e as seções eleitorais permaneceram abertas por oito horas.

    Com o resultado, Iván Duque superou os 7,5 milhões de votos que recebeu no primeiro turno da disputa, em 27 de maio.

    Aos 41 anos, ele é o presidente mais jovem eleito na Colômbia desde 1872. A vice de Duque será Marta Lucía Ramírez, primeira mulher a ocupar esse posto no país.

    A eleição é determinante para os acordos de paz que buscam acabar com meio século de confronto armado no país.

    O prolongado conflito com as guerrilhas adiou por décadas o tradicional duelo entre direita e esquerda na quarta economia da América Latina.

    “São eleições transcendentais”, afirmou Juan Manuel Santos, o presidente que deixará o poder em agosto, ao votar durante a manhã na Praça de Bolívar de Bogotá.

    Vencedor do Nobel da Paz de 2016, Santos destacou as “garantias” de segurança que os eleitores terão, em um país onde a violência afetou as eleições por décadas.

    Publicado por jagostinho @ 15:03



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.