Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 15jun

    Texto recebido de um grande amigo meu

     

    Loucura 1: Exército gerenciando obras públicas com o uso de mão de obra dos presídios;

    Loucura 2: Banco Central afinado com o Ministério da Fazenda, mas independente pra atuar (sem interferência política);

    Loucura 3: Escola Sem Partido;

    Loucura 4: Escola Sem Ideologia de Gênero;

    Loucura 5: Educação, Cultura e Esporte no mesmo Ministério trabalhando interligados e de forma complementar comandado por um General especialista em Colégios Militares – Federalização da Educação Média com a Militarização dos Colégios;

    Loucura 6: Colocar técnicos nos ministérios, portanto o Ministro da Saúde deverá ser formado na área e assim sucessivamente;

    Loucura 7: Redução de 40 pra 15 ministérios e privatização e extinção de estatais;

    Loucura 8: Mais Brasil, menos Brasília – Novo pacto federativo onde o $ fique nos municípios e estados e não na União, que atuará como gestora e não executora de programas;

    Loucura 9: Imposto Único – IVA ou pelo menos redução de impostos pra todos os setores produtivos buscando a curva de Lafer;

    Loucura 10: Redução da Maioridade Penal com a possibilidade de emancipação do criminoso em casos hediondos ou de reincidência;

    Loucura 11: Fim da Audiência de Custódia;

    Loucura 12: Investimentos pesados na exploração de minérios e recursos minerais;

    Loucura 13: Rediscução de tratados econômicos, tais como o Mercosul em busca de mais relações econômicas bilaterais;

    Loucura 14: Fim do toma lá dá cá – Acordos políticos serão feitos à luz do dia – Transparência na política;

    Loucura 15: Fim da política externa voltada para fora e permissiva. A soberania nacional voltará a ser a coisa mais importante para a Presidência da República;

    Loucura 16: Criação do Programa Minha Primeira Empresa, aos moldes do Primeiro Emprego, terá foco em incentivar novos empreendedores;

    Loucura 17: Revogação do Estatuto do Desarmamento com a aprovação da posse de arma para todos os cidadãos e em alguns casos do porte de arma. Todos terão direito a legítima defesa de si, dos seus e de terceiros, além de poder defender a sua propriedade sem ser responsabilizado pelos acontecimentos decorridos da invasão à sua propriedade, ou seja, poderemos sim nos defender sem represálias!

    Se depois destas 17 loucuras desse “louco” você ainda tiver dúvidas em quem votar, sinceramente o problema do Brasil não está em Brasília, mas está em você!////



    Publicado por jagostinho @ 10:35



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

7 Respostas

WP_Cloudy
  • NILSON GOMES DE OLIVEIRA Disse:

    SI TODAS ESSAS IDEIAS QUE ESTÁ NAS 17 LOUCURAS DE BOLSONARO….FOREM EXECUTADAS NA PRÁTICA….PARABÉNS….ESSE E O BRASIL QUE EU QUERO.ESTAMOS JUNTOS, BOLSONARO PRESIDENTE DO BRASIL …..MITOU GERAL !!!!!!!

  • PAULO Bon Disse:

    Medidas que esperamos que se torne
    em uma realidade

  • Fábio Gruhn Disse:

    Esse Jota Agostinho posta como 17 loucuras, bote visão desse senhor, é por essas loucuras que voto em Bolsonaro!

  • João Romão Disse:

    1: Exército gerenciando obras públicas com o uso de mão de obra dos presídios;

    2: Banco Central afinado com o Ministério da Fazenda, mas independente pra atuar (sem interferência política);

    3: Escola Sem Partido;

    4: Escola Sem Ideologia de Gênero;

    5: Educação, Cultura e Esporte no mesmo Ministério trabalhando interligados e de forma complementar comandado por um General especialista em Colégios Militares – Federalização da Educação Média com a Militarização dos Colégios;

    6: Colocar técnicos nos ministérios, portanto o Ministro da Saúde deverá ser formado na área e assim sucessivamente;

    7: Redução de 40 pra 15 ministérios e privatização e extinção de estatais;

    8: Mais Brasil, menos Brasília – Novo pacto federativo onde o $ fique nos municípios e estados e não na União, que atuará como gestora e não executora de programas;

    9: Imposto Único – IVA ou pelo menos redução de impostos pra todos os setores produtivos buscando a curva de Lafer;

    10: Redução da Maioridade Penal com a possibilidade de emancipação do criminoso em casos hediondos ou de reincidência;

    11: Fim da Audiência de Custódia;

    12: Investimentos pesados na exploração de minérios e recursos minerais;

    13: Rediscussão de tratados econômicos, tais como o MERCOSUL em busca de mais relações econômicas bilaterais;

    14: Fim do toma lá dá cá – Acordos políticos serão feitos à luz do dia – Transparência na política;

    15: Fim da política externa voltada para fora e permissiva. A soberania nacional voltará a ser a coisa mais importante para a Presidência da República;

    16: Criação do Programa Minha Primeira Empresa, aos moldes do Primeiro Emprego, terá foco em incentivar novos empreendedores;

    17: Revogação do Estatuto do Desarmamento com a aprovação da posse de arma para todos os cidadãos e em alguns casos do porte de arma. Todos terão direito a legítima defesa de si, dos seus e de terceiros, além de poder defender a sua propriedade sem ser responsabilizado pelos acontecimentos decorridos da invasão à sua propriedade, ou seja, poderemos sim nos defender sem represálias!

    Se depois dessas 17 metas você ainda tiver dúvidas em quem votar, sinceramente o problema do Brasil não está em Brasília, mas está em você!//// tes

  • Alci Disse:

    Si isto é loucura me considero um maluco sem cura

  • LIRA SENA Disse:

    Ideias tremendas, necessárias. Esse é o cara que vai botar ordem nesse!! É isso, é urgente, é necessário!!!

  • Elaine Kelly Disse:

    Meu Sonho que se tornará realidade assim que eleito Bolsonaro! Que esse Messias seja o esperado para fazer acontecer todas essas excelentes loucuras!

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.