Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 07jun

    O GLOBO

     

    Policial é ferido com martelo e agressor é baleado na Notre Dame em Paris

     

    Catedral é isolada e autoridades caçam cúmplice do crime

     

    Agentes policiais se posicionam em frente à Catedral de Notre Dame após agressão de policial PHILIPPE WOJAZER / REUTERS

     

    PARIS – A polícia de Paris realizou uma operação após receber um chamado de alerta de tiros na entrada da famosa Catedral de Notre Dame, ponto turístico da capital francesa.

    Um homem agrediu um policial com um martelo e um segundo agente de segurança reagiu à agressão, disparando com sua arma de serviço.

    O agressor foi neutralizado e ferido a tiros. O suspeito estava estirado no chão, onde um perímetro de segurança foi estabelecido pela polícia.

    O agente sofreu três ferimentos leves e o agressor foi encaminhado a um hospital, segundo a polícia.

    As autoridades pediram que o público evitasse o local.

    O incidente causou pânico e visitantes dentro da catedral relataram na internet que estão presos dentro da igreja.

    A seção antiterrorista da promotoria de Paris abriu uma investigação sobre a situação.

    Segundo o jornal “Le Figaro”, a Brigada de Busca e Intervenção foi enviada ao local para encontrar um possível cúmplice do crime. A área foi totalmente interditada pelas autoridades.

    A Catedral de Notre Dame, situada bem no centro turístico de Paris, está localizada em frente à sede da polícia parisiense.

    É um dos monumentos mais visitados da Europa, com 13 milhões de visitantes por ano.

    A França está em estado de alerta máximo após uma onda de ataques terroristas que fizeram 239 mortos desde 2015.

    Em 20 de abril, na famosa avenida parisiense Champs Elysées, um francês de 39 anos matou um policial de 37 anos com dois tiros na cabeça e feriu dois outros agentes e uma turista alemã, antes de ser morto.

    Em 13 de novembro de 2015, um comando extremista que jurou lealdade ao Estado Islâmico matou 130 pessoas em várias partes da capital francesa, no pior ataque em território francês.

    O EI ameaça com frequência a França por sua participação na coalizão militar internacional anti-extremista no Iraque e na Síria.



    Publicado por jagostinho @ 09:02



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.