Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 21abr

    BRASIL CULTURA

     

    O mais famoso dos tangos completa cem anos!

     

    tango108317

    O que poucos sabem é que a canção não é argentina, e sim uruguaia, tanto que é considerada um símbolo da identidade do país de Pepe Mujica.

    Reconhecido como um dos mais populares tangos do mundo, a melodia foi apresentada pela primeira vez em 19 de abril de 1917 pela orquestra de Roberto Firpo, no Café La Giralda, famoso recinto que à época reunia intelectuais e políticos locais.

    A obra composta pelo uruguaio Matos Rodríguez foi gravada por orquestras e formações de todas as épocas, ao longo destes cem anos, e se transformou numa espécie de hino mundial do tango.

    Para o músico e compositor Jefferson Sandes, pensar na La Cumparsita é dizer “isso é nosso, é uruguaio”.

    A partitura original recebeu arranjos de Carlos Warren. Posteriormente de Roberto Flippo que também acrescentou quatro compassos de tango conhecidos como “la gaúcha Manuela” e “Curda Completa”.

    Ainda que tenha sido criada originalmente sem letra, apenas melodia, a peça se espalhou pelo mundo e ganhou versões em diversos idiomas, entre eles japonês, inglês, italiano, guaraní, quéchua, vietnamita e português.


    Foi no Café La Giralda, frequentado por intelectuais e politicos, que La Cumparsita foi executada pela primeira vez

    Com 1200 versões diferentes catalogadas, especialistas calculam que trata-se de uma das canções mais interpretadas de diferentes formas na história da música.

    Ao longo destes cem anos, La Cumparsita, transcendeu a cultura pop e se destacou em vários momentos.

    John Lenon a interpretou improvisadamente em 1967; Orson Orwells a usou durante uma transmissão radiofônica do livro A Guerra dos Mundos, além disso, foi executada em mais de 350 programas de televisão mundo a fora e integrou a trilha sonora da saga Herry Potter.

    Ouça uma versão de La Cumparsita e em seguida uma de Cambalache, de Carlos Gardel, porque um tango a mais sempre vai bem!

     



    Publicado por jagostinho @ 09:03



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.