Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 08abr

    Correspondência recebida e que circula nas redes sociais:

     

     

    Caros Amigos,

    Vejam de onde vem os recursos (os oficiais, fora o que recebem por fora, fruto da roubalheira desenfreada).

    Isso é um acinte ao bom senso. Esse são os manifestantes “deles”, sempre presentes nos comícios da Dilma dentro do Palácio.

    O espaço público, que é de todos os brasileiros, virou palanque da Dilma/Lula/e toda a Tropa de Choque que nos ameaça.

    Eu, há muito que falo que nós, brasileiros “coxinhas”, os milhões de brasileiros que trabalha, que gera empregos, que paga impostos.

    E, que quando faz as MEGA MANIFESTAÇÕES, vão vestidos de VERDE e AMARELO, o fazem aos domingos. 

    Essa cambada de DESOCUPADOS, aproveitadores, entre eles 130.000 petistas pendurados em cargos no governo federal, estadual, municipal de grandes e pequenas cidades do país, juntos com a claque das Centrais Sindicais, MST, MTST, CUT, e os infelizes beneficiários do Bolsa Família, Minha Casa/Minha Vida, do Programa MEU TRIPLEX, e do programa Minha Chácara/ Meu Descanso; …e tantos outros apaniguados, esses são os manifestantes espontâneos, a serviço da Dilma, Lula e PT, quando se reúnem (dias úteis, dias de semana) vão vestidos de VERMELHO. 

    Encaminho a matéria recebida, com a Lista dos Apoiadores da Desgraça que assola o Brasil. Alguns, são rotulados de intelectuais ???

     

    SUPRIMI O NOME DO REMETENTE para livrá-lo das represálias.​

     

    centrais

     

     
    Entre os manifestos  entregues a Dilma neste dia 31, estão (alguns sui-generis):

    – o do Fórum 21

    – Acadêmicos, juristas e artistas;

    – Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC);

    -Associação Brasileira de Ciência Política (ABCP);

    -Associação Brasileira de Antropologia;

    Manifesto do Cinema e Áudio-Visual pela Democracia;

    -Instituto de Estudos Sócio-Econômicos (INESC);

    -ABONG – Organizações em Defesa dos Direitos e Bens Comuns;-

    -Manifesto dos Escritos e Profissionais do Livro pela Democracia;

    -Manifesto dos Jornalistas em Defesa da Democracia e dos Direitos Sociais;

    -FENAJ – Em Defesa da Democracia, do Estado de Direito e da Liberdade de Imprensa;

    -ANDIFES – Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior;

    =CEBES – Centro Brasileiro de Estudos da Saúde;

    -Manifesto #AsPeriferiasContraOGolpe;

    -Carta de Curitiba Em Defesa da Democracia – juristas e professores da Universidade Federal do Paraná;

    -Conselho Universitário da Universidade Federal do Rio de Janeiro;

    -Instituto dos Arquitetos do Brasil

    – O IAB e o Momento Atual;

    -Associação dos Docentes da USP – Manifesto em Defesa da Democracia;

    -Conselho Federal de Psicologia – Sobre o Atual Momento da Conjuntura Política e Social Brasileira;

    -Carta do Hip Hop Brasileiro À Democracia;

    -Sociedade Brasileira de Economia Política;

    -Carta de artistas e profissionais das artes visuais em Defesa da Democracia.

    Quantos a CUT custeou? De onde vem a grana do custeio?

    Alguns números: todos os 41,3 milhões de trabalhadores brasileiros com carteira assinada tiveram desconto na folha de pagamento deste mês de março, compulsoriamente, do valor de um dia de trabalho como contribuição sindical.

     

    desemprego

    ​​

     

    É este dinheiro que sustenta os sindicatos no Brasil.

    No ano passado, a arrecadação foi de R$ 3,2 bilhões, rateados entre os 15.315 sindicatos – uma alta de 13% frente a 2012.

    Os próprios sindicalistas admitem que muitos são criados apenas para garantir os repasses das verbas do imposto sindical.

    A cobrança foi criada em 1943, pela ditadura de Getúlio Vargas.

    Do total arrecadado, 60% são repassados aos sindicatos, 15% às federações, 5% às confederações e 20% ficam com o Ministério do Trabalho, para financiar programas como o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), que custeia o seguro-desemprego e o PIS.

    Em 2008, o então presidente Lula determinou que, do total repassado ao FAT, 10% deveriam ser destinados às centrais sindicais.

    De lá para cá, as centrais já receberam cerca de R$ 530 milhões, valor que não precisa ter nenhuma prestação de contas.

    CUT e Força Sindical ficam com as maiores parcelas do imposto, R$ 44,5 milhões e R$ 40 milhões, respectivamente.

    Apesar de se declarar formalmente contra a cobrança, a CUT não devolve o dinheiro aos trabalhadores.

    Respondido?

    Imagem: Leonardo Okuyama/Futura Press



    Publicado por jagostinho @ 10:37



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.