Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 16out

    GAZETA DO POVO

     

    Criador da tabela dos pontos corridos diz que formato da Sul-Minas-Rio é inviável

     

     

    Especialista na criação de tabelas, Horácio Nélson Wendel, de 66 anos, reprovou o formato da Primeira Liga - Foto:- Fabrizio Motta/Agência RBS

    Especialista na criação de tabelas, Horácio Nélson Wendel, de 66 anos, reprovou o formato da Primeira Liga – Foto:- Fabrizio Motta/Agência RBS

     

    Diante do nascimento da Primeira Liga, ou Copa Sul-Minas-Rio, o engenheiro mecânico Horácio Nélson Wendel, 66 anos, faz um alerta: “Cuidado com a tabela!”.

    A preocupação desse senhor, natural de São Francisco do Sul (SC), faz sentido.

    Wendel foi contratado em 2001 pela CBF para montar as tabelas das disputas do Brasileirão. Em 2003, organizou os pontos corridos, com diretrizes até hoje usadas.

    Também prestou consultoria ao Ministério do Esporte para um calendário unificado entre o futebol europeu e nacional.

    Já fez várias críticas à fórmula de disputa do Paranaense. E agora vê no novo torneio uma chance de grande acerto – mas teme pela afobação dos dirigentes em não pensar a disputa.

    Sem ônus algum, o engenheiro enviou aAlexandre Kalil, CEO da liga, uma tabela detalhada da competição.

    Wendel faz duras críticas ao formato anunciado: cinco datas e 12 clubes. O esboço é nem um pouco oficial. Nesta quinta-feira (15), uma reunião pode anunciar mais detalhes sobre o campeonato.

    “É inviável. Um time vai jogar duas partidas em casa na primeira fase, outro, apenas uma. Vai dar chiadeira. Além disso, em um grupo, pode ocorrer de um classificado somar três pontos. Em outra chave, alguém ser eliminado com quatro. Isso são aberrações”, contesta.

    Na formatação da sua tabela, o engenheiro considerou sete datas e 10 agremiações. Sugere que algumas rodadas sejam no mesmo dia do Estadual.

    “Joguem com reservas, oras. Por que não?”, questiona sobre o Estadual. Fugiu apenas das datas destinadas à Libertadores, possível prioridade para alguns clubes.

    Para deixar ainda mais atrativo, sugere que cada agremiação enfrente apenas um rival de outro estado participante. Neste caso, por exemplo, o Coritiba enfrentaria o Grêmio, mas não o Inter; o Atlético, situação inversa.

    A lógica serve para encaixar o calendário e evitar sucessivos duelos sem apelo.

    “Na minha tabela, teremos 25 jogos na primeira fase, 20 serão clássicos. Ou seja: 80% com grandes encontros”, explica.

    “No formato anunciado pela liga, serão 18 partidas ao todo, com no máximo nove clássicos, 50%”.

    Wendel chegou a falar sobre a ideia para dirigentes do Grêmio. E nada.

    “Faço ainda mais uma alerta: comecem com 10 clubes. Os cinco demais fundadores [Paraná, Criciúma, Joinville, América-MG e Chapecoense] devem deixar o primeiro ano para os grandes.

    Na temporada seguinte, com patrocínio e sucesso garantido, faz-se um torneio com 16. É estratégico ficar fora no primeiro ano. Se fracassar, acabou”.

     

    RIO SUL MINAS

     

    RODADA 1

    Quarta feira – 3/2

    20 h – CORITIBA X ATLÉTICO – Couto Pereira

    22 h – Flamengo x Grêmio – Maracanã

    22 h – Internacional x Fluminense – Beira Rio

    20 h – Figueirense x Atlético-MG – Orlando Scarpeli

    Quinta-feira – 4/2

    20 h – Cruzeiro x Avaí – Mineirão

    RODADA 2

    Quarta feira – 10/2

    20h – ATLÉTICO-MG X CRUZEIRO – Independência

    22h – Avaí x Flamengo – Ressacada

    22h – Fluminense x Figueirense – Maracanã

    Quinta-feira – 11/02

    20 h – Atlético x Internacional – Arena Baixada

    20h – Grêmio x Coritiba – Arena Grêmio

    RODADA 3

    Quarta feira – 24/2

    20 h – FIGUEIRENSE X AVAÍ – Orlando Scarpelli

    22 h – Flamengo x Atlético – Maracanã

    220 h – Coritiba x Fluminense – Couto Pereira

    Quinta – 25/2

    20h – Internacional x Cruzeiro – Beira Rio

    20h – Atlético-MG x Grêmio – Independência

    RODADA 4

    Quarta feira – 23/3

    20 h – FLAMENGO X FLUMINENSE – Maracanã

    22 h – Atlético x Atlético-MG – Arena Baixada

    22 h – Cruzeiro x Coritiba – Mineirão

    Quinta – 24/3

    20h – Gremio x Figueirense – Arena Grêmio

    20 h – Avaí x Internacional – Ressacada

    RODADA 5

    Quarta feira – 30/3

    20 h – INTERNACIONAL X GRÊMIO – Beira-Rio

    22 h – Atlético-MG x Flamengo – Independência

    22 h – Fluminense x Cruzeiro – Maracanã

    Quinta – 21/3

    20 h – Coritiba x Avaí – Couto Pereira

    20 h –Figueirense x Atlético – Orlando Scarpelli

    SEMIFINAIS

    Quarta feira – 20/4

    22 h – Jogo 1

    Quinta feira – 21/4

    *Feriado Nacional

    16 h – Jogo 2

    FINAL

    Quarta Feira – 11/5

    22 h – jogo único

    A lógica da tabela

    1) A Copa tem sete quartas feiras, 28 jogos, cinco datas na fase classificatória, uma data para semifinais e uma data final.

    2) Os clubes compõe um único grupo de 10 clubes. Cada clube joga cinco vezes em turno único, em cinco rodadas.

    3) Cada clube joga contra um adversário de outro estado, jamais jogará contra dois rivais de outro estado. Assim permite cinco datas na primeira fase.

    4) Os clássicos regionais são marcados um por rodada, às quartas feiras as 20 horas.

    5) Cada clube joga duas vezes em casa, duas vezes fora de casa, e o clássico local.

    6) Cada clube joga uma vez em casa e uma vez fora de casa, alternadamente.

    Publicado por jagostinho @ 14:37



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.