Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 21set

    FOLHA.COM

     

    Vice Michel Temer segue conselhos de aliados e adota discrição na crise

     

    Marlene Bergamo – 3.set.15/Folhapress
    PODER- 03/09/2015 - Encontro do vice-presidente Michel Temer com moradores dos Jardins, organizado por Rosangela Lyra..- Foto - Marlene Bergamo/ Folhapress - 0717.
    Michel Temer, vice-presidente da República, em evento em São Paulo

     

    Com a Câmara dos Deputados ameaçando abrir um processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, o vice-presidente Michel Temer decidiu submergir.

    Para não cometer mais deslizes políticos, como quando disse que será difícil a petista concluir o mandato se seguir com popularidade tão baixa, ele acatou conselho dos aliados mais próximos e adotou a discrição como estratégia para evitar novos desgastes.

    Nos últimos dias, quando deixa o silêncio, Temer faz declarações controladas. Seus movimentos são sempre testados antes.

    Cada detalhe de onde vai, o que fará e falará é previamente costurado com seus homens de confiança.

    A entourage do vice-presidente é formada por políticos, juristas e empresários. Na área econômica, ele elegeu Delfim Netto como seu principal conselheiro.

    Os dois se encontram quase toda semana e costumam almoçar às sextas-feiras quando o peemedebista viaja a São Paulo.

    Veio de Delfim a ideia de sugerir a elevação da Cide, o imposto dos combustíveis, proposta feita publicamente por Temer na semana retrasada.

    O governo não encampou a sugestão, temendo impacto na inflação. Preferiu patrocinar a recriação da CPMF, medida que o vice-presidente evitou rechaçar publicamente para não ser acusado de atuar contra a presidente.

    Antes de opinar sobre medidas políticas ou econômicas, Temer faz questão de ouvir o empresário e advogado José Yunes, seu melhor amigo, que usa como uma espécie de termômetro do mercado financeiro e da indústria.

    Responsável por fazer a ponte do peemedebista com empresários, foi ele quem convenceu Temer a participar no início do mês de um encontro organizado pela socialite Rosangela Lyra e de um evento promovido por João Doria Jr.

    Na política, o peemedebista tem três correligionários como seus principais escudeiros. Aos ex-ministros Moreira Franco (Aviação) e Geddel Vieira Lima (Integração) Temer faz consultas diárias.

    Os dois incentivam o vice a se apresentar como alternativa de poder. Para o Palácio do Planalto, eles são os principais entusiastas do impeachment dentro do PMDB.

    O ministro Eliseu Padilha, atual titular da Aviação Civil, é o principal operador político do vice. Em 2014, para garantir a continuidade da aliança entre PMDB e PT, Temer deu a Padilha a missão de localizar os principais focos de resistência ao acordo.

    Em São Paulo, o vice tem como preposto o deputado federal Baleia Rossi, responsável por arrematar acordos costurados previamente pelo peemedebista e um interlocutor junto ao governador Geraldo Alckmin (PSDB).

    Fora do PMDB, o vice-presidente também mantém uma relação próxima com o senador José Serra (PSDB-SP).

    Eles se distanciaram na campanha presidencial de 2010, quando Serra disputou com Dilma, mas se reaproximaram durante a atual crise política.

    Na área jurídica, sua origem, Temer ouve o advogado Celso Antônio Bandeira de Melo e o ex-ministro da Justiça Nelson Jobim, além do ex-presidente do Supremo Tribunal Federal Carlos Ayres Britto, que assinou o prefácio do primeiro livro de poesias do vice, lançado em 2013 e intitulado “Anônima Intimidade”.

    Os homens de Temer

    Publicado por jagostinho @ 15:37



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.