Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 18set

    NARIZ DE PALHAÇO

     

    VEJA.COM

     

    Uso de extintor de incêndio em veículos de passeio se torna opcional

     

    Mesmo com a medida, os transportes comerciais para passageiros continuam a ter de usar o equipamento

     

     

    Estoque de extintores ABC: obrigatoriedade do equipamento foi adiada
    A obrigatoriedade do equipamento foi adiada várias vezes(Lucas Lacaz Ruiz/Futura Press)

     

    O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) anunciou nesta quinta-feira que o uso de extintor de incêndio em veículos de passeio passa a ser facultativo no Brasil.

    Mas para veículos de transporte comercial de passageiros, como os ônibus, o uso do dispositivo continua obrigatório.

    Nesse caso, o extintor fora da validade ou a falta do equipamento renderão ao motorista cinco pontos na carteira de habilitação e multa de 127,69 reais .

    O principal fator decisivo para a liberação do extintor foi a alegação dos fabricantes de que seriam necessários de três a quatro anos para atender a demanda pelo equipamento do tipo ABC, que substituiu o tipo BC – o ABC é mais completo e eficaz no combate de incêndios em tecidos e madeiras.

    O Departamento Nacional de Trânsito também informou que uma série de evoluções nos últimos anos resultaram em maior segurança contra incêndios, entre eles o corte automático de combustível em caso de colisão, o posicionamento do tanque fora do habitáculo e a capacidade de combustão dos materiais utilizados.

    O caso – Em 15 de dezembro de 2014, o Contran divulgou nota dizendo que os novos extintores do tipo ABC seriam obrigatórios em todos os veículos a partir de 1º de janeiro de 2015, substituindo o tipo BC.

    A norma, contudo, estava valendo para veículos zero desde novembro de 2009.

    No dia 5 de janeiro, pela falta de extintores no mercado, o governo divulgou nova nota, em que adiou a exigência para março.

    Em 25 de março, nova prorrogação, levando a obrigatoriedade para julho.

    Antes da data – em junho – houve nova postergação do uso para outubro.

    Publicado por jagostinho @ 13:17



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.