Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 17set

    UCHO.INFO

     

    Lava-Jato: dono da UTC e delator da operação da PF arrasta filho de José Dirceu para o furacão

     

    zeca_dirceu_03O petista José Carlos Becker de Oliveira e Silva, o Zeca Dirceu, herdou do pai, José Dirceu, hábitos aparentemente regrados e o costume de falar pouco.

    No plenário da Câmara dos Deputados, Zeca aparece apenas quando necessário, mas suas incursões no local diminuíram depois dos seguidos escândalos de corrupção que alcançaram o pai, condenado no Mensalão do PT e preso na esteira da Operação Lava-Jato.

    No horário do almoço, enquanto no Parlamento, Zeca Dirceu normalmente faz suas refeições sem qualquer companhia.

    Não se sabe se esse comportamento é fruto do temperamento recluso ou reflexo dos “companheiros” que querem distância de confusões, já que o enxergam como extensão do ex-chefe da Casa Civil e agora réu no Petrolão.

    Como se fosse pouco, Zeca Dirceu agora foi arrastado para o olho da Operação Lava-Jato, da Polícia Federal, que desmontou o maior esquema de corrupção da história, que durante uma década sangrou ininterruptamente os cofres da Petrobras.

    Esse novo cenário decorre de declaração de Ricardo Pessôa, dono da empreiteira UTC, que afirmou ter doado em 2010, a pedido de José Dirceu, R$ 100 mil para a campanha de Zeca (PT-PR).

    “Atendendo a pedido de José Dirceu em 2010, fez uma contribuição oficial para a campanha do filho dele para o cargo de deputado federal no valor de R$ 100 mil”, afirmou Pessôa, em termo de delação feito na Procuradoria Geral da República, em 28 de maio.

    Na terça-feira (15), para complicar, José Dirceu tornou-se réu em ação penal da Operação Lava-Jato, acusado de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

    Preso desde 3 de agosto, Dirceu, de acordo com o Ministério Público Federal, teria usado sua empresa, a JD Assessoria e Consultoria, para camuflar o recebimento de receber propinas do esquema de desvios e contratos superfaturados na Petrobrás, que funcionou na estatal entre 2004 e 2014, com a anuência e o conhecimento do staff do Palácio do Planalto.

    Publicado por jagostinho @ 16:18



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.