Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 30jul

    COLUNA DE MÔNICA BERGAMO – FOLHA.COM

     

    Beatriz Catta Preta dará declaração sobre motivo de fuga do Brasil

     

    A advogada Beatriz Catta Preta deve esclarecer nas próximas horas o motivo que a levou a abandonar a defesa de todos os clientes no Brasil e a se mudar do país.

    Ela decidiu há alguns dias viver em Miami, nos EUA.

    Em correspondência pelo Facebook com a Folha, há alguns dias, Catta Preta afirmou que fará uma declaração “em breve”.

    De acordo com interlocutores da advogada, ela deve dar a declaração no Brasil e deve dizer que se sente ameaçada no país.

    A advogada conduziu o acordo de delação premiada de nove dos 17 investigados na Operação Lava Jato que decidiram colaborar com a Justiça em troca de penas mais leves.

    Há algumas semanas, a CPI da Petrobras decidiu convocá-la para prestar esclarecimentos sobre a origem dos honorários pagos a ela pelos clientes investigados no escândalo da Petrobras.

    A OAB protestou dizendo que a iniciativa ameaça o direito de defesa no país.

    A entidade recorrerá ao STF (Supremo Tribunal Federal) para tentar impedir que ela compareça à comissão.

    Pedro Ladeira – 10.mar.15/Folhapress
    A advogada Beatriz Catta Preta
    A advogada Beatriz Catta Preta

     

    O requerimento de convocação de Catta Preta foi apresentado pelo deputado Celso Pansera (PMDB-RJ), acusado por outro réu, o doleiro Alberto Yousseff, de agir na CPI como “pau-mandado” do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

    O parlamentar nega e diz que age por conta própria.

    Na sexta-feira, Catta Preta postou na página de seu escritório, no Facebook, mensagem enigmática:

    “Cada pessoa, escreveu John Rawls, possui uma inviolabilidade fundada na Justiça que nem o bem-estar da sociedade como um todo pode sobrepor. Portanto numa sociedade justa os direitos assegurados pela Justiça não estão sujeitos à barganha política ou ao cálculo dos interesses sociais”.

    O fato de ela ter deixado o país num momento em que gozava de prestígio, sendo procurada por diversos investigados, deixou advogados, promotores e parlamentares perplexos.

    Publicado por jagostinho @ 15:37



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.