Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 13dez

    VEJA.COM/SAÚDE

    Produto tem como componente principal o propionato, que estimula o intestino a secretar hormônios que inibem a sensação de fome

    Em um estudo comparativo, pessoas que ingeriram substância à base de propionato comeram 14% menos do que voluntários que consumiram fibras

    Em um estudo comparativo, pessoas que ingeriram substância à base de propionato comeram 14% menos do que voluntários que consumiram fibras (Thinkstock/VEJA)

    Pesquisadores ingleses desenvolveram um ingrediente que aumenta a sensação de saciedade, mesmo se ingerido em pequena quantidade. A descoberta foi publicada na quarta-feira no periódico Gut.

    O ingrediente tem como componente principal o propionato, que estimula o intestino a secretar hormônios que inibem a sensação de fome.

    O propionato é diariamente obtido pelo organismo em pequenas quantidades, advindo da fermentação das fibras no intestino. No novo produto, a substância é oferecida em maior quantidade.

    Etapas — Participaram do estudo 20 pessoas separadas em dois grupos, um que tomou o propionato e outro que consumiu fibras.

    Todos os voluntários foram orientados a comer até ficar com a barriga cheia.

    Aqueles que ingeriram o propionato comeram 14% menos, em média, e apresentaram em exames de sangues maiores concentrações de hormônios relacionados à redução do apetite.

    Em uma segunda fase, foram selecionados outros 60 participantes com sobrepeso. Eles foram separados em dois grupos: um recebeu um ingrediente à base de propionato para colocar nos alimentos e o outro ganhou fibras. 

    Ao longo de 24 semanas, ninguém no grupo do propionato ganhou mais de 5% do seu peso corporal, ante 4% dos que comeram as fibras.

    Além disso, aqueles que ingeriram opropionato apresentaram menos gordura no abdômen e no fígado, comparados com os voluntários do outro grupo.

    “Sabemos que os adultos ganham de 300 a 800 gramas por ano, em média. É necessário descobrir estratégias que impeçam isso”, diz Gary Frost, coautor do estudo e professor da Imperial College London.

    “Nosso estudo mostra sinais encorajadores de que complementar a dieta com o ingrediente que desenvolvemos evita o ganho de peso.”

    Venda — Os pesquisadores estão explorando em quais alimentos o propionato pode ser adicionado sem perder a sua função. Além disso, um grupo de cientistas trabalha para comercializar o ingrediente.



    Publicado por jagostinho @ 18:49



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.