Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 22out

    G 1 

    Segundo tucano, houve ‘erros grosseiros’ em pesquisas eleitorais.
    Ele participou de evento de campanha em Campo Grande (MS).

    Aécio diz que institutos de pesquisa estão devendo explicações ao país (Foto: Gabriela Pavão/ G1 MS)

    Aécio concede entrevista coletiva em Camo Grande (Foto: Gabriela Pavão/ G1 MS)

    O candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, afirmou nesta terça-feira (21) durante entrevista coletiva em Campo Grande (MS), que os institutos de pesquisa devem explicação ao “povo brasileiro” sobre o resultado das pesquisas eleitorais.

    Levantamento divulgado nesta segunda-feira pelo Instituto Datafolha* indicou o presidenciável com 48% das intenções de voto contra 52% de Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT.

    Aécio foi indagado nesta terça sobre a perda da intenção de votos de parte do eleitorado.

    “Se eu me abalasse com pesquisas, certamente não teria tido o resultado que tive no primeiro turno. Eu acho que, na verdade, os institutos de pesquisa estão devendo aos brasileiros explicações. Desde o primeiro turno os erros foram grosseiros. Absolutamente grosseiros em toda a parte”, declarou.

    Nos dias anteriores à votação do primeiro turno, tanto Ibope quanto Datafolha vinham apontando a tendência de alta de Aécio e de queda de Marina Silva, presidenciável derrotada do PSB.

    No entanto, nenhum instituto mostrou a intensidade do crescimento do candidato do PSDB registrado nas urnas. Dilma ficou com 41,59%, Aécio com 33,55% e Marina com 21,32%.

    Os diretores dos dois principais institutos de pesquisa, Márcia Cavallari (Ibope) e Mauro Paulino (Datafolha) explicaram que as evoluções das pesquisas mostram uma tendência, e que cada levantamento é um retrato daquele exato momento em que a pergunta é feita pelo pesquisador.

    Mas que a decisão final do eleitor só é confirmada na hora do voto.

    Apesar de citar “erros grosseiros” nas pesquisas, Aécio disse considerar ser o “presidente eleito”, com base nos levantamentos.

    “Pelo que nós vimos nas pesquisas do primeiro turno, essas pesquisas do Datafolha estão me dando como eleito. Sou o próximo presidente da República, se a referência for essa […]. Todas as nossas pesquisas técnicas que estamos fazendo, estamos com uma margem enorme e muito maior que essa sobre a candidata [do PT, Dilma Rousseff]”, disse.

    O tucano também voltou a questionar a participação do governo federal em ações que poderiam ter prevenido a crise hídrica em São Paulo.

    “Infelizmente, se o governador de São Paulo tivesse tido uma parceria maior com o governo federal nessa questão, se a ANA (Agência Nacional de Águas) não estivesse gastando seu tempo, e seus diretores, preferindo fazer negócios ao invés de cuidar da questão hídrica, os resultados teriam sido melhores para São Paulo”, afirmou.

    Aécio falou, ainda, sobre a importância de reforçar o controle das áreas de fronteira em Mato Grosso do Sul, como forma de melhorar a segurança pública, e prometeu “atenção especial” à questão indígena.

    Após entrevista coletiva, o candidato participou de ato político na Associação Nipo-Brasileira de Campo Grande, ao lado do candidato ao governo de Mato Grosso do Sul pelo PSDB, Reinaldo Azambuja, e da candidata a vice, professora Rose Modesto.

    Aécio falou sobre ataques políticos que diz ter sofrido. “A cada mentira que lançarem sobre nós, vamos falar dez verdades sobre eles. Comigo, não. Não tenho medo do PT”, afirmou.

    *O Datafolha ouviu 4.389 eleitores no dias 20 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01140/2014.

    Publicado por jagostinho @ 10:24



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.