Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 04jul

    Do G1 PR, em Foz do Iguaçu

    Projeção mostra local onde será construída a segunda ponte sobre o Rio Paraná entre o Brasil e o Paraguai (Foto: Dnit / Divulgação)
    Projeção mostra local onde será construída a segunda ponte sobre o Rio Paraná entre o Brasil e o Paraguai, em Foz do Iguaçu (Foto: Dnit / Divulgação)

     

    O ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, assinou no início da tarde desta quinta-feira (3) a ordem de serviço para a construção da segunda ponte entre o Brasil e o Paraguai.

    A via sobre o Rio Paraná e que ligará Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, e Presidente Franco, deverá ser iniciada em fevereiro de 2015 e concluída em 2017.

    De acordo com a licitação que definiu a empresa responsável pela execução da obra, o custo inicial será de R$ 233,4 milhões.

    No mesmo encontro, Passos ainda oficializou o edital para a revitalização da Ponte Internacional da Amizade, entre Foz do Iguaçu e Ciudad del Este (PY).

    Mais cedo, em Cascavel, o ministro lançou os editais para adequação de capacidade da BR-163.

    Por meio de concorrência pública, serão contratadas empresas para a elaboração dos projetos básico e executivo de engenharia e para a execução das obras que serão divididas em dois trechos: Toledo/Marechal Cândido Rondon /Guaíra, com 38,9 km de extensão na região oeste, e Cascavel/Marmelândia, distrito deRealeza, com 88,9 km, entre o oeste e o sudoeste.

    Projetos

    Durante reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico de Foz do Iguaçu (Codefoz) na quarta-feira (2), o Fundo Iguaçu apresentou outros três projetos de recuperação e revitalização que incluem o Marco das Três Fronteiras, o Espaço das Américas e a duplicação e adequação da BR-469, via que liga o acesso à Argentina até o portão do Parque Nacional do Iguaçu, principal corredor turístico da região.

     

    Projeto prevê torres no formato de árvores, passarelas, restaurante e centro cultural  (Foto: Fundo Iguaçu / Divulgação)
    Projeto que envolve o Marco das Três Fronteiras e o Espaço das Américas prevê torres no formato de árvores, passarelas, restaurante e centro cultural (Foto: Fundo Iguaçu / Divulgação)

     

    O projeto de concessão – que ainda depende de estudos de viabilidade econômica – prevê a implantação de torres no formato de árvores, interligadas por passarelas suspensas, um restaurante panorâmico e um centro cultural e de eventos no Espaço das Américas.

    A previsão é que os estudos sejam concluídos e entregues à prefeitura até julho de 2015 e em seguida lançados os editais.

    Publicado por jagostinho @ 12:28



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.