Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 24jun

    elianeELIANE CANTANHÊDE, jornalista, é colunista da Folha. É também comentarista do telejornal ‘GloboNews em Pauta’.

    Em plena Copa, Dilma toma uma bola nas costas atrás da outra. A convenção do PT foi driblada pela deserção do PTB e depois por uma jogada bem ensaiada de Aécio com Cabral e Pezão no Rio. O “Aezão” agora é orgânico.

    Assim, Dilma divide seus palanques no Rio com Aécio, que lhe roubou o PMDB, e com Eduardo Campos, que lhe subtraiu uma fatia da campanha do petista Lindbergh Farias.

    Ela não vai repetir o passeio de 2010 no Rio e em Minas e vai ter de suar a camisa em São Paulo. Confirmam-se as dificuldades da petista no “Triângulo das Bermudas”, ou “grupo da morte”, com cerca de 40% dos votos nacionais.

    Isso reforça a sensação de fragilidade que vai se generalizando ou, como disse o lulista Gilberto Carvalho, “a coisa desceu, vai gotejando”. Na dúvida, basta olhar os aliados do PT e ver para onde eles vão.

    O PTB escancarou sua posição e o PMDB se mexe sorrateiramente rumo à oposição.

    Garantiu a Vice-Presidência para Michel Temer, mas liberou os pemedebistas para fazer o que bem entenderem nos Estados. Muitos deles estão entendendo que o mais conveniente é partir para outra.

    Além do Rio, isso se reflete em outros Estados chaves, como Bahia e Rio Grande do Sul. E quer dizer muita coisa, principalmente a irritação com a vocação hegemônica do PT e a falta de confiança nas chances de vitória de Dilma.

    Com esses dois argumentos, líderes do PSD pressionam Gilberto Kassab para que o partido opte pela neutralidade. Ele parece irredutível, mas perdeu o rumo sem a vaga de vice de Alckmin e foi à convenção do PT rapidinho, só a tempo de ser vaiado.

    À Folha Gilberto Carvalho fez um diagnóstico realista sobre o clima negativo, que Lula quer enfrentar com a “adrenalina” da militância.

    Tempo de TV ajuda, mas não resolve, e marketing é científico, não faz milagres.

    Aliás, o slogan é reconhecimento das dificuldades: Dilma candidata das “mudanças”?

    Não cola.

    Publicado por jagostinho @ 12:11



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Uma resposta

WP_Cloudy
  • Miriam 11 Disse:

    MUDANÇAS ? O QU PROMETEU DESCUMPRIU, E AGORA VAI PROMETER NOVAMENTE O QUE JAMAIS FARÁ ? O POVO CANSOU….SAIBAM OS CANDIDATOS QUE ELES REPRESENTAM A NAÇÃO POR MEIO DE NOSSO VOTO E NOSSO PAGAMENTO, PORTANTO ESTÃO ATRELADOS A NÓS…

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.