Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 18jun

    www.tadeuveneri.com.br

    veneri 33Sob a gestão tucana no Estado, a direção da Copel está menos preocupada em gerar emprego e renda e mais interessada em ganhar com a especulação.

    Esta foi a síntese do pronunciamento feito pelo líder da bancada do PT na Assembleia Legislativa, deputado estadual Tadeu Veneri (PT), na sessão desta segunda-feira, 16.

    Veneri falou sobre o pedido de reajuste, de 32,4%, feito pela Copel à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e que se for, autorizado, será o maior já aplicado pela empresa.

    Veja os principais trechos do pronunciamento de Veneri:

    “E é preciso deixar claro que o reajuste é calculado pela Copel, devendo a Aneel apenas autorizar ou não. 

    Nós fomos buscar os motivos que levam a estatal do Paraná a pleitear tamanha correção nas tarifas que, se concedida, irá penalizar não apenas o consumidor residencial, mas terá reflexos muito negativos sobre o setor produtivo do Estado.

    Sabemos o quanto a conta de luz pesa no orçamento doméstico, assim como o peso que tem nos custos de produção da indústria. 

    Chegamos à conclusão que este reajuste se deve à decisão dos governadores tucanos, entre eles o do Paraná, de rejeitar proposta do governo federal de antecipação da renovação das concessões do setor elétrico.

    No final de 2012, o governo federal anunciou a Medida Provisória 579/2012 (lei nº 12.783/2013), da renovação das concessões do setor elétrico e a redução do preço da energia elétrica.

    A decisão do governo representou um desconto que chegou a 18% para os consumidores residenciais. Já o setor industrial teve uma redução ainda maior, chegando a 30% de queda no preço da tarifa. 

    Pois bem, vejamos o que ocorreu no Paraná, um dos estados governados pelo PSDB. O governo do Paraná recusou-se a aderir integralmente ao programa.

    Somente concordou em antecipar a renovação dos contratos na área de transmissão, deixando de fora a área de geração, que é muito mais lucrativa. 

    Sem renovar o contrato de geração, a Copel ficou com um grande estoque de energia descontratada, ou seja, não foi mais obrigada a vender para as distribuidoras do governo e foi vender livremente essa energia no mercado livre. 

    O resultado foi que a Copel Geração ganhou muito dinheiro. O setor de geração teve lucro de R$ 583 milhões no primeiro trimestre deste ano.

    Isto significa dizer que o governo do Estado, que tem 31,1 % das ações preferenciais , as que têm preferência na distribuição dos lucros, o BNDESPar (24%) e os detentores das ações que estão na Bolsa de Valores de São Paulo e de Nova Iorque, que somam 44,2%, ganharam muito dinheiro. 

    Porém, a especulação teve um preço. E quem vai pagar por ele é o consumidor, segundo a lógica de governo tucana.

    Porque ao vender livremente no mercado, a Copel Distribuidora ficou sem estoque de energia para entregar aos consumidores cativos (residenciais e industriais) e teve que ser socorrida pelo governo federal que fez um leilão no final de abril.

    Estima-se que a Copel Distribuidora ficou a descoberto em R$ 957 milhões. Neste leilão, a Copel teve que comprar energia a R$ 822/MW bem mais caro do que os R$ 33 por MWH, estipulado na renovação das concessões no início do ano passado.

    Foi assim que a Copel resolveu cobrar do consumidor do Paraná a conta da especulação, que gerou lucro para seus acionistas.

    Não tem nada a ver com a falta de chuva o preço que o governo tucano quer cobrar pela energia no Paraná. Tem a ver com a falta de compromisso com a população em favor da lógica do lucro.
     
    Por que a Copel pediu o maior aumento entre as empresas de todos os estados, se nos demais estados também choveu pouco? 

    Minas Gerais pediu 29,74 % e obteve 14,30 %
    Bahia teve 18,12% e obteve 15,30%
    São Paulo pediu 26,05% e obteve 17,20%
    E o Rio Grande do Sul pediu 30,47% e obteve 29,50%

    Por que este aumento da Copel se os demais estados também compraram energia térmica? Se também enfrentam, em tese, as mesmas condições do Paraná? “

    Publicado por jagostinho @ 18:56



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.