Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 10mar

    GAZETA DO POVO

    EMBAIXADOR PEDE APOIO DO BRASIL À UCRÂNIA

    Foto:- André Rodrigues/Gazeta do Povo

    André Rodrigues/Gazeta do Povo / Cerca de 250 descendentes de ucranianos cercaram a estátua do poeta Taras Chevtchenko com bandeiras, discursos e hinos.

    Cerca de 250 descendentes de ucranianos cercaram a estátua do poeta Taras Chevtchenko com bandeiras, discursos e hinos

    O governo ucraniano aguarda que o Brasil se pronuncie contra a ocupação do território da Crimeia pela Rússia.

    A declaração foi dada pelo embaixador da Ucrânia no Brasil, Rostyslav Tronenko, durante uma manifestação que reuniu cerca de 250 descendentes do país eslavo na Praça da Ucrânia, neste domingo (9) em Curitiba.

    De acordo com o diplomata, a posição russa viola o capítulo seis da Carta das Nações Unidas.

    “Não queremos que o Brasil ‘compre a briga’, embora a situação valesse uma. E entendo que o Brasil precisa dos Brics”, disse o embaixador à Gazeta do Povo, referindo-se ao bloco econômico que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.

    “Mas gostaríamos de qualquer gesto de solidariedade do Brasil como membro da ONU. Afinal, o capítulo 6 da Carta das Nações Unidas fala da solução pacífica de controvérsias, e não temos diálogo com a Rússia.”

    Tronenko afirma estar sendo pressionado pela comunidade ucraniana brasileira a pedir esse posicionamento do governo brasileiro, motivo pelo qual também decidiu, de última hora, participar de uma manifestação de descendentes em Prudentópolis (região central do Paraná), no sábado, e do evento deste domingo em Curitiba.

    A própria comunidade já enviou uma carta ao governo brasileiro pedindo pelo fim da imparcialidade.

    A manifestação deste domingo marcou o bicentenário de nascimento do herói nacional da Ucrânia, o poeta Taras Chevtchenko, ao redor de cuja estátua foi realizada a solenidade.

    Participaram, além do embaixador, a cônsul Larysa Myronenko, o arcebispo da igreja ortodoxa ucraniana e o bispo da igreja greco-católica ucraniana; o presidente da Câmara Municipal, Paulo Salamuni, e o deputado federal Ângelo Vanhoni (PT-PR), responsável pela instituição do 24 de agosto como Dia Nacional da Comunidade Ucraniana.

    O Paraná soma 400 mil do meio milhão de descendentes ucranianos no Brasil.

    Doações

    Em dezembro, descendentes de ucranianos enviaram doações às famílias das vítimas dos violentos protestos que já duram três meses na Ucrânia.

    Agora, uma nova coleta é encabeçada pela Representação Central Ucraniano-Brasileira.

    A conta específica para essa finalidade fica na agência 1628 da Caixa Econômica Federal, número 10493-0.

    O CNPJ da entidade é o 78.774.668/0001-83.

    Publicado por jagostinho @ 12:11



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Uma resposta

WP_Cloudy
  • Carlos Eduardo Disse:

    Boa noite!

    Mesmo não tendo nenhuma ascendência ucraniana gostaria de estar presente em futuras manifestações contra o que Putin promove na Ucrânia. Acredito que o jogo da seleção russa, em junho, seja uma boa oportunidade para tal.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.