Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 06fev

    UCHO.INFO- A MARCA DA NOTÍCIA

    ronaldo_caiado_16O líder do Democratas na Câmara dos Deputados, Mendonça Filho (PE), e o deputado federalRonaldo Caiado (GO) protocolaram no começo da noite desta quarta-feira (5) o pedido de refúgio assinado pela médica cubana Ramona Matos Rodrigues.

    O documento, endereçado ao Comitê Nacional para os Refugiados (Conare), vinculado ao Ministério da Justiça, garante de imediato a Ramona o direito de ir e vir e de residência provisória no Brasil até o final do julgamento do processo.

    Com o apoio do Democratas e de representantes de entidades médicas que estiveram na liderança do partido, a médica terá abrigo e emprego em sua permanência no Brasil.

    O pedido do refúgio foi entregue ao próprio presidente do Conare, Paulo Abrão.

    “É uma vitória da liberdade, que mostra que o caminho do programa Mais Médicos envolvendo os cubanos é uma aberração moral. Não é aceitável que a gente possa conviver com esse tipo de situação onde uma pessoa recebe menos de 10% do valor contrato, vive cerceada da sua liberdade de ir e vir, o que é inaceitável num país democrático como o Brasil”, acentuou o líder Mendonça Filho.

    “Como recebimento do pedido, a Dra. Ramona tem agora todas as prerrogativas de uma cidadã livre. Vamos acompanhar o momento em que ela será julgada pelo Conare e esperamos o bom senso do governo e que dê Dra. Ramona a oportunidade de ser reconhecida como refugiada em território brasileiro”, assegurou o deputado Ronaldo Caiado.

    Emocionada, a médica agradeceu o apoio recebido. “Estou muito feliz, estou me sentindo com uma pessoa livre. Agradeço a todas as pessoas que me ligaram, que me apoiaram nessa luta porque foi uma luta muito grande. Agradeço aos deputados, ao povo brasileiro e agradeço pela vida. Não tenho palavras para agradecer”, disse Ramona.

    Os parlamentares informaram que entidades médicas, como a Associação Médica Brasileira (AMB) e a Federação Nacional dos Médicos (Fenam) ofereceram apoio para atualização dos estudos da médica e a possibilidade de fazer o Revalida, exame obrigatório para o exercício da medicina no Brasil.

    A Fenam ainda se colocou à disposição para abrigar a Dra. Ramona e um emprego na própria entidade.

    Além disso, os deputados reforçaram que é necessário um grande debate no Congresso Nacional sobre, segundo eles, a forma criminosa com que o governo tratou desse contrato com o governo cubano.

    “É um absurdo a conivência do governo num contrato que caracteriza a utilização da mão-de-obra forçada. Esse desvio de comportamento vai colocá-lo muito mal diante de toda a população e toda a sociedade internacional”, destacou Caiado.

    Os parlamentares ainda se reuniram com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, para falar sobre a situação da médica.

    Cardozo se comprometeu a apurar se houve perseguição por parte da polícia federal ou estadual a Dra. Ramona ou grampo ilegal.

    Mendonça Filho e Caiado também se reuniram hoje à tarde com o presidente da Comissão de Direito Internacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Marcelo Galvão, e receberam os presidentes e diretores da Fenam e Ordem dos Médicos do Brasil.

    Publicado por jagostinho @ 13:17



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.