Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 07dez

    VEJA.COM
    Brazuca, a bola oficial da Copa do Mundo de 2014

    (Divulgação)

    A Fifa anunciou neste sábado que sete jogos da Copa do Mundo sofrerão mudanças de horário por causa do calor.

    As altas temperaturas e a umidade em sedes como Manaus e Recife já haviam sido criticadas por diversos treinadores europeus e até pelo coordenador técnico da seleção brasileira, Carlos Alberto Parreira.

    A entidade que organizada o futebol mundial explicou que os horários de três jogos em Manaus e um em Recife foram alterados.

    Assim, Costa do Marfim x Japão passou das 19h para as 22h (horário local), no dia 14 de junho, na capital pernambucana.

    Em Manaus, Camarões x Croácia será disputado às 18h do dia 18 de junho, após ser marcado inicialmente para as 15h.

    As duas equipes integram o Grupo A, do Brasil. A mesma mudança de horário acontecerá no dia 22 de junho para o duelo entre Estados Unidos e Portugal, também na capital amazonense.

    Já o confronto entre Inglaterra e Itália, no dia 14 de junho, terá início mais cedo do que o previsto. Passou das 21h para as 18h.

    A Fifa alega que as condições climáticas de Manaus serão as mesmas para os dois horários. Neste caso, o jogo foi antecipado em três horas para beneficiar ingleses e italianos.

    Pela definição inicial, eles assistiriam à partida pela televisão, na Europa, de madrugada.

    Tabela completa: Confira aqui todos os jogos e simule os resultados até a final

    O mesmo vai acontecer com Espanha x Chile e Bélgica x Rússia. O primeiro, no dia 18 de junho, foi antecipado das 19h para as 16h, no Rio de Janeiro.

    O duelo entre belgas e russos passou das 19h para as 13h, no dia 22 de junho, também na capital fluminense.

    Outro jogo que sofreu mudança de horário é Coreia do Sul x Argélia, em 22 de junho. A partida vai começar mais tarde do que o previsto. Marcado para as 13h, foi transferido para as 16h, em Porto Alegre.

    Venda de ingressos – Começa no próximo domingo a terceira fase da venda de ingressos para os jogos da Copa.

    As entradas serão disponibilizados a partir das 9h, horário de Brasília, a partir de solicitações, como na primeira fase.

    Ou seja, nos jogos em que a quantidade de pedidos superar o número de assentos disponíveis, será feito sorteio.

    Essa fase termina em 30 de janeiro. Mas há uma novidade em relação às etapas anteriores de venda.

    Alguns estádios não terão toda a carga de bilhetes colocada à disposição do público e, além disso, haverá uma cota (8% do total) destinada exclusivamente a torcedores de cada um dos 32 países classificados.

    Dois dos 64 jogos do Mundial não terão bilhetes colocados à venda: a abertura, marcada para o Itaquerão, na Zona Leste de São Paulo, e a final, que será no Maracanã, no Rio de Janeiro.

    Isso se deve à grande procura para estas duas partidas. Mas é possível que, nas próximas fases, esses bilhetes voltem a ser oferecidos, caso ocorram desistências.

    Jogo de abertura – Brasileiros e croatas poderão encomendar bilhetes do jogo de abertura. Isso porque nessa fase começa a venda dos ingressos para torcedores das seleções participantes. 

    Cidadãos nascidos nos países que participam da disputa pelo Mundial também poderão concorrer aos ingressos independentemente de onde residam.

    Apenas bilhetes das categorias 1 e 3 estarão disponíveis para eles.

    A solicitação deve ser feita no site da Fifa (www.fifa.com/ticketing). Os brasileiros também poderão acessar o site da CBF (www.cbf.com.br).

    Nesse caso específico de venda para as equipes participantes, a solicitação poderá ser feita até 7 de fevereiro, segundo divulgou a Fifa.

    Atraso nas obras – A Fifa não confirma, mas jogos marcados para o Itaquerão, Arena Pantanal e Arena da Baixada devem ter uma carga de ingressos disponível 7% menor do que a capacidade dos estádios.

    Isso por causa do atraso na colocação das cadeiras, o que impedirá a contagem dos lugares – quando a arena está pronta, técnicos contam um por um os assentos para numerá-los e definir a capacidade real.

    Assim, a entidade evitaria vender mais bilhetes do que a capacidade real do estádio.



    Publicado por jagostinho @ 17:50



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.