Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 03dez

    SITE DO SENADOR REQUIÃO

    REQUIÃO NO PARLASUL

    No final da XXVIII sessão ordinária do Parlamento do Mercosul, nesta terça-feira (3), o senador Roberto Requião fez um balanço positivo da retomada dos trabalhos do colegiado.

    “Depois de um longo tempo de inatividade, o Parlasul volta a se reunir,  e esse reencontro dos parlamentares do bloco é uma ótima notícia para a América do Sul. Com o Parlasul ativo, maiores as possibilidades da  integração continental, especialmente em uma situação de crise mundial como a de hoje”, avaliou o senador.

    Requião foi eleito um dos vice-presidentes do Parlamento. O mandato do parlamentar uruguaio Ruben Martinez Huelmo, eleito preside do Parlasul, vai até o final de 2014.

    E será substituído,  na sequência,  por  um  dos vices, já  que  o cargo é rotativo, alternando-se nele os representantes do Brasil, Paraguai, Argentina  e Venezuela.

    Além de mudanças no regimento interno do Parlamento, para dar mais agilidade e desembaraço aos trabalhos, a sessão  plenária decidiu ainda prorrogar até 2020  a realização de eleições diretas para a escolha dos parlamentares.

    Até o momento, apenas o Paraguai implantou a  escolha por voto direto de seus representantes no Parlasul.

    A sessão debateu ainda a reativação das atividades das dez comissões temáticas que compõem a estrutura do Parlamento.

     Renascimento

    Para o senador Roberto Requião,  a realização da sessão plenária, depois de quase três anos de paralisia, representa “ o renascimento do Parlasul” e a certeza de que, a partir de fevereiro, com a regularização das reuniões ordinárias,  “os parlamentares do Brasil, Uruguai, Paraguai, Argentina e Venezuela possam dedicar-se com afinco à integração e ao fortalecimento do Mercosul”.

    O vice-presidente brasileiro do Parlasul  revelou preocupação  “com  algumas  vozes dissonantes”, que insistem  na defesa de acordos bilaterais com mercados mais desenvolvidos, em detrimento da integração regional.

    “Com o Parlasul em atividade, vamos aprofundar os debates e fazer do Parlamento uma das âncoras de nossa unidade política, cultural e econômica”, afirmou Requião.

     



    Publicado por jagostinho @ 18:43



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.