Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 28out

    GAZETA DO POVO

    Foto:- Ueslei Marcelino/Reuters

    Ueslei Marcelino/Reuters / Nos dois primeiros anos de seu governo, Dilma visitou o Paraná apenas duas vezes. Presença aumentou em ano pré-eleitoral
    Nos dois primeiros anos de seu governo, Dilma visitou o Paraná apenas duas vezes. Presença aumentou em ano pré-eleitoral

     

    A presidente Dilma Rousseff visitará o Paraná pela quinta vez em 2013 nesta semana. Amanhã, ela estará em Curitiba para anunciar obras de mobilidade na cidade.

    Depois, segue para Foz do Iguaçu, onde participará da inauguração de obras no aeroporto e na usina de Itaipu.

    Desde o início do ano, ela já teve atividades em outras cinco cidades, em diferentes regiões do estado.

    Chama a atenção a diversidade de eventos: em um mesmo dia, por exemplo, ela visitou uma feira agropecuária em Cascavel, voltada ao agronegócio, e um assentamento do Movimento dos Sem Terra (MST) em Arapongas.

    Para os padrões do governo Dilma, o número de visitas ao Paraná em um só ano é alto. Ela visitou o estado apenas duas vezes nos seus dois primeiros anos de mandato.

    Em julho de 2011, esteve em Francisco Beltrão, no sudoeste do estado, para participar do lançamento do Plano Safra 2011/2012.

    No mesmo ano, em outubro, fez sua primeira visita oficial a Curitiba. Ao lado do ex-prefeito Luciano Ducci (PSB), a presidente anunciou a liberação de verbas para o metrô.

    Dois anos depois, Dilma voltará à cidade para falar sobre os investimentos do governo federal no metrô curitibano, cujo projeto foi totalmente reformulado desde a visita.

    Além disso, ela deverá anunciar outros investimentos em mobilidade urbana, como a conclusão da Linha Verde e a reforma dos corredores de ônibus.

    Já em Foz do Iguaçu, na região Oeste do estado, ela vai visitar as novas instalações do terminal de passageiros do aeroporto e participará da inauguração de um sistema de transmissão elétrica em Itaipu.

    Em maio, a presidente cancelou uma visita à cidade por causa de compromissos em Brasília.

    Ela acompanharia uma força tarefa das Forças Armadas para coibir o tráfico de armas e drogas na fronteira, e visitaria também o município vizinho de São Miguel do Iguaçu.

    O aumento no número de viagens de Dilma ao Paraná segue uma mudança no perfil das aparições da presidente ao longo da gestão.

    No terceiro ano de mandato, ela intensificou sua presença em inaugurações e outros eventos públicos, além de fazer mais pronunciamentos em rede nacional.

    Redutos políticos da oposição ao governo federal, como o Paraná, têm sido priorizados nessas viagens – a presidente já esteve oito vezes em Minas Gerais, terra do pré-candidato à Presidência da República Aécio Neves (PSDB), nos últimos três meses.

    As passagens de Dilma pelo estado visaram públicos bastante distintos. Em uma mesma viagem, em fevereiro, ela prestigiou o setor do agronegócio em uma feira em Cascavel e visitou um assentamento do MST, em Arapongas.

    Já em Ponta Grossa, a nova classe média foi o foco, com uma entrega de unidades do programa Minha Casa, Minha Vida.

    Os militantes petistas também foram prestigiados pela presidente, que participou de um seminário sobre os dez anos do partido no poder, em Pinhais.

     

    Publicado por jagostinho @ 09:28



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.