Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 17out

    AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS

    Abertura da X Conferência Latino-Americana de Software Livre (Latinoware 2013), na tarde desta quarta-feira (16), no Parque Tecnológico Itaipu, em Foz do Iguaçu. Foto: Divulgação Foto: Celepar

    Abertura da X Conferência Latino-Americana de Software Livre (Latinoware 2013), na tarde desta quarta-feira (16), no Parque Tecnológico Itaipu, em Foz do Iguaçu. Foto: Divulgação
    Foto: Celepar

    O Paraná é um dos estados que mais investe em infraestrutura para que a operação dos sistemas do governo ocorra em plataforma livre.

    Nestes quase três anos de gestão, a Celepar modernizou seu parque tecnológico com a aquisição de equipamentos e colocou em prática um amplo programa de treinamento e qualificação de pessoal das áreas de desenvolvimento e tecnologia com cursos baseados em soluções abertas. 

    A informação foi prestada pelo presidente da empresa, Jacson Carvalho Leite, na abertura da X Conferência Latino-Americana de Software Livre (Latinoware 2013), na tarde desta quarta-feira (16), no Parque Tecnológico Itaipu, em Foz do Iguaçu.

    Segundo ele, boa parte dos sistemas desenvolvidos pela companhia, mais de 900, roda nesta plataforma aberta, sendo que principal ferramenta de desenvolvimento de software baseada em Java. 

    EXPRESSO LIVRE – Jacson Carvalho Leite citou o Expresso Livre, um software colaborativo que reúne funções de correio eletrônico, agenda, catálogo de endereços, workflow e messenger, com mais de 200 mil contas no Governo do Estado, um crescimento na ordem de 40% em relação a 2010. 

    Os portais e sites do Governo do Estado, além dos quase 2700 sites das escolas pertencentes à rede estadual de ensino, de acordo com o dirigente, foram desenvolvidos em plataforma de software livre, Xoops, customizada pela Celepar com a sigla XV3. A mesma solução foi utilizada no desenvolvimento para os aplicativos móveis. 

    Na Secretaria da Educação, a gestão dos equipamentos dos laboratórios de informática das escolas estaduais é baseada em ambientes Linux. Para o ensino à distância, a área de educação utiliza a plataforma Moodle. 

    Estes, segundo ele, são apenas alguns exemplos. Outros, serão apresentados nesta conferência, como Rede Móbile, RedeParaná, uma rede social corporativa; Detran Fácil e Rodando Postgre SQL em arquitetura IBM Power PC. 

    Jacson Leite disse ainda que a Celepar, como empresa do Governo do Paraná, considera muito relevante a realização do evento no Estado, pois entende que para a melhoria contínua da qualidade dos serviços públicos, com seus reflexos aos cidadãos, as tecnologias da informação e comunicação têm papel imprescindível na sociedade moderna. 

    “Contamos que a Latinoware, este ambiente propício para a geração de conhecimento e inovação, possa contribuir para o desenvolvimento tecnológico e com ideias e soluções inovadoras para a nossa sociedade”, finalizou o presidente. 

    A cerimônia de abertura contou com a presença do diretor executivo da Fundação Linux, Jon “Maddog” Hall; do diretor-geral da Itaipu Binacional, Jorge Samek e do presidente do Serpro, Marcos Mazoni, entre outras autoridades.

    Jacson Leite representou também a Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Tecnologia da Informação e Comunicação (Abep), na condição de vice-presidente do Conselho de Associadas.

    A Latinoware prossegue até a próxima sexta-feira, dia 18 de outubro. 

    LATINOWARE – O evento, um dos maiores do gênero na América Latina, é organizado pela Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar), pela Itaipu Binacional, Fundação Parque Tecnológico Itaipu – Brasil e pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro). 

    Realizada desde 2004, a Latinoware acompanhou a revolução do software livre no Brasil e no mundo. Este ano, os temas abordados incluem desenvolvimento de sistemas, soluções tecnológicas usadas em dados de alta velocidade, robótica, geoprocessamento, automação.

    Também serão ministradas palestras sobre segurança e privacidade na internet, com informações sobre como manter dados seguros, além de mobilidade, que inclui tudo para dispositivos móveis, como tablets e smartphones. 

    A expectativa dos organizados é que mais 4,5 mil pessoas participem desta X Conferência Latino-americana de Software Livre.

    No total, serão mais de 150 atividades, entre palestras, mesas-redondas, oficinas e minicursos sobre temas ligados às tecnologias da informação e da comunicação e, principalmente, sobre a utilização das ferramentas livres em países latino-americanos. 

    No estande da Celepar, até a próxima sexta-feira, último dia do evento, o público poderá conhecer mais detalhadamente soluções desenvolvidas para o Governo do Estado em programas de código aberto. 

    Publicado por jagostinho @ 14:41



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

2 Respostas

WP_Cloudy
  • Astolfo Disse:

    Tudo desenvolvido no Governo Requião. Vale lembrar que o governo richa é contra o Software Livre.

  • Astolfo Disse:

    Pode perguntar para o filhão que trabalha na CELEPAR.

    Pior do governo richa, não é não ter projetos, diretrizes e ser ladrão. O pior é querer se apropriar das realizações dos outros.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.