Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 03out
    Governador Beto Richa participa da solenidade de apresentação do primeiro caminhão DAF produzido no Paraná, pela montadora norte-americana Paccar, na fábrica de Ponta Grossa. Ponta Grossa, 02/10/2013. Foto: Ricardo Almeida/ANPr

    Governador Beto Richa participa da solenidade de apresentação do primeiro caminhão DAF produzido no Paraná, pela montadora norte-americana Paccar, na fábrica de Ponta Grossa – Foto: Ricardo Almeida/ANPr

    O governador Beto Richa participou nesta quarta-feira (02/10) da solenidade em que a montadora norte-americana Paccar apresentou o primeiro caminhão DAF produzido no Paraná.

    O evento marcou o início da produção da marca no País, na fábrica de Ponta Grossa. 

    A unidade paranaense é a primeira da marca fora da Europa e uma das mais modernas do mundo. A Paccar, controladora da DAF, investiu US$ 200 milhões (cerca de R$ 450 milhões) na fábrica do Paraná, criando 500 novos empregos diretos na região dos Campos Gerais.

    O primeiro modelo que será oferecido no mercado brasileiro é um caminhão voltado ao transporte pesado de longa distância.

    O governador afirmou que o Paraná vive um novo ciclo de industrialização e de resgate da confiança dos investidores e que a fábrica da Paccar faz parte da nova realidade.

    “Hoje é uma data histórica, com esforço e bons programas de incentivos, conseguimos atrair esse importante investimento”, disse. “Com a instalação dessa empresa mundial, consolidamos o Paraná como um dos maiores polos automotivos do Brasil”, afirmou Richa.

    Richa destacou que o empreendimento da companhia norte-americana em Ponta Grossa está entre os maiores atraídos pelo atual governo.

    Ele lembrou ainda que nesta quinta-feira (03/10) será inaugurada a fábrica de pneus Dunlop, da multinacional japonesa Sumitomo, em Fazenda Rio Grande. 

    O presidente mundial da Paccar, Mark Pigott, agradeceu ao governador pelos incentivos concedidos para a instalação da indústria no Paraná.

    “Tivemos um grande suporte do Estado para que essa indústria se concretizasse. O Paraná tem uma excelente logística”, disse ainda ele. “Hoje é um momento histórico para nossa empresa. Acreditamos no Brasil”, afirmou Pigott. 

    O presidente da DAF Brasil, Marcos Davila, também destacou o suporte que a empresa recebeu do Governo do Estado.

    “Desde o início, o governo esteve junto conosco para tornar o sonho da DAF Brasil em realidade. Esse apoio e a excelente posição geográfica de Ponta Grossa fizeram com que instalássemos essa indústria aqui”, disse ele. 

    Para o prefeito de Ponta Grossa, Marcelo Rangel, a instalação da indústria é um marco para o desenvolvimento econômico e social do município. “É motivo de orgulho para nós, que acompanhamos o crescimento dessa região”, afirmou ele. 

    NOVOS CAMINHÕES – A nova fábrica está instalada em área de 2,3 milhões de metros quadrados e tem capacidade para até dez mil caminhões por ano. Serão produzidos caminhões DAF modelos LF, CF e XF.

    A produção será voltada ao transporte pesado de longa distância. Todos os veículos serão equipados com motor de 12,9 litros.

    “Na primeira etapa, serão testadas a eficiência e eficácia de todos os procedimentos e processos, garantindo ao mercado caminhões de excelência”, disse Davila. 

    Até o final do ano, será instalada uma rede de 20 concessionárias, distribuídas por todas as regiões do País, com foco inicial no Sul e Sudeste. A previsão é dobrar esse número em 2014.

    A capacitação dos funcionários da empresa foi realizado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

    Desde o início de 2013 os colaboradores estão recebendo treinamento prático e teórico. 

    POLO AUTOMOTIVO – Beto Richa ressaltou que, junto com a fábrica, vem um centro de distribuição de peças genuínas, uma rede de concessionárias e a melhoria de qualificação e de capacitação da mão-de-obra. A expectativa é de que, com a Paccar, outras 20 fábricas se instalem no Estado.

    “Elas irão fornecer insumos e peças para atender a nova indústria, gerando milhares de postos de trabalho”, afirmou. 

    Em setembro, a alemã Audi formalizou investimento de R$ 504 milhões para retomar a produção do A3 e do utilitário esportivo Q3.

    Nos próximos dias, a Volkswagen deve anunciar R$ 700 milhões na produção do novo Golf na planta de São José dos Pinhais. As novas empresas se somam a Renault, Volkswagen, Volvo, Fiat, Catterpillar, Nissan, Case New Holland e ao parque de fornecedores e fabricantes de peças localizado, principalmente, em Curitiba e Região Metropolitana. 

    Participaram do evento a secretária estadual da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa; o secretário estadual da Indústria e Comércio, Ricardo Barros; o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Paraná, (Fiep), Edson Campagnolo; os deputados federais Luiz Carlos Hauly e Alfredo Kiefer, o deputado estadual Plauto Miro e o presidente do IAP, Tarcisio Mossato Pinto.

    FONTE:- AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS

    Publicado por jagostinho @ 12:39



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.