Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 26maio

    CARLOS CHAGAS 2ARTIGO DE CARLOS CHAGAS

    Mais importante do que a ameaça do governador Sérgio Cabral de apoiar  Aécio Neves se o PT não retirar a candidatura do senador Lindbergh Farias ao governo do Rio de Janeiro é o clima tenso entre o PMDB e o governo.

    Dificilmente outros governadores do partido de Cabral seguiriam seu exemplo, no caso de precisarem enfrentar candidatos do PT, ano que vem.

    Mesmo o  governador fluminense pensará duas vezes antes de desligar-se do bloco de apoio à reeleição da presidente Dilma.

    O perigo, nesse confronto em gestação, é a tréplica que muitos companheiros poderão organizar.

    Qual? A ameaça do  afastamento de Michel Temer da chapa vitoriosa em 2010.

    A cabeça do Lula é uma ebulição permanente, como oráculo e comandante em chefe do PT. E se  o ex-presidente engajar-se numa operação para apresentar uma chapa pura, quer dizer, outro petista para vice-presidente? Que tal Aloisio Mercadante?

    Ou, mais contundente ainda, por que não procurar  Eduardo Campos para a dobradinha? Seria a saída ideal para o governador pernambucano, que não vai bem de pesquisas em sua tentativa de candidatar-se ao palácio do Planalto em 2014.

    Bem que a vice-presidência serviria de trampolim para 2018.

    Salta aos olhos, nessa tertúlia por enquanto circunscrita ao Rio de Janeiro, a fragilidade do candidato que Sergio Cabral quer emplacar, o vice Petecão.

    Haverá medo de uma disputa com Lindbergh? Pretende o governador ganhar no tapetão? Falar de democracia é uma coisa, praticá-la, outra bem diferente.

    Do alto de sua experiência,  José Sarney recomenda que se dê tempo ao tempo.

    Não deve ser esquecido que no dia da transmissão do poder, de Lula para Dilma, Sarney foi o único político a abandonar a cerimônia e seguir com o já ex-presidente até São Bernardo.

    Os dois tocam de ouvido e, mesmo sem alarde, tem se encontrado. A esperança dos cardeais do PMDB repousa no bigode do senador. 

     

     

    Publicado por jagostinho @ 18:49



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.