Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 15maio

    G1 – PARANÁ

    prefeitura-araucaria-1024x682A Prefeitura de Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba, tem funcionários com salários superiores ao recebido pelo prefeito, Olizandro Ferreira (PMDB).

    Por lei, a maior remuneração de uma administração municipal deve ser a do prefeito. As irregularidades se tornaram públicas, após a prefeitura criar um portal de transparência.

    O prefeito Ferreira recebe R$ 17.940,00. Este valor deveria ser o teto do funcionalismo municipal, porém, tem uma professora do que recebe R$ 22.498,53 e um técnico em medição de terrenos que ganha mensalmente R$ 19.266.

    No portal da transparência, é possível encontrar outros salários, que não são compatíveis aos pagos no mercado de trabalho. 

    Alguns cargos técnicos recebem mais do que R$ 11.850,00, que corresponde ao salário do secretário municipal.

    Como um auxiliar veterinário, que recebe mensalmente R$ 14.660,00, um auxiliar administrativo, que tem remuneração de R$ 13.827,88, e um técnico em edificações, com salário de R$ 12.692,92.

    Ao todo, 27 funcionários da prefeitura recebem mais que os secretários.

    Muitos destes funcionários, com altos salários, foram contratados ainda nas décadas de 80 e 90. Segundo o prefeito Ferreira, eles incorporaram horas extras e gratificações à remuneração.

    “A ascensão profissional dependia mais da vontade política do gestor do que qualquer outra situação de competência ou algo assim”, afirmou o prefeito.

    Altos salários X investimentos

    Os altos salários já comprometem a administração. Araucária é o segundo município mais rico do Paraná, ficando atrás apenas de Curitiba.

    Nos últimos anos, a Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), da Petrobrás, instalada na cidade, ajudou a encher os cofres da prefeitura com o pagamento do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS).

    A arrecadação que, em 2007, chegava perto de R$ 15 milhões pulou para mais de R$ 112 milhões, em 2011. O salto se deve a uma reforma, que está em fase final.

    Com o aumento da arrecadação, a prefeitura foi contratando mais profissionais e pagando salários maiores que os de mercado.

    O problema é que a receita do município caiu e agora a folha de pagamentos já supera o limite permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

    “É como uma família que ganha R$ 20 mil e está gastando R$ 19 mil para manutenção”, disse Ferreira.

    Como não pode demitir os funcionários concursados, o prefeito promete exonerar 80 profissionais que possuem cargos comissionados e aplicar outras medidas para reduzir os gastos com folha de pagamento.

    “Elaborar alguns cortes, como horas extras, função gratificada e vantagens que, de repente, não estão sendo bem aplicadas. Uma série de medidas precisa ser aplicada”, explicou o prefeito de Araucária.

     

    Publicado por jagostinho @ 18:58



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.