Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 01mar

    [email protected]

    O primeiro-secretário Ailton Araújo (PSC) assumiu a cadeira da Mexa Executiva da Câmara de Vereadores deMESA DA CMC Curitiba no começo deste ano, e adianta que tem muito trabalho pela frente.

    O cargo, que o vereador vai ocupar por dois anos é um dos mais importantes da Casa. Corresponde a todo o gerenciamento da Câmara e por isso, requer muita responsabilidade.

    Em um balanço sobre o início da gestão, o vereador destaca que a Câmara vive um novo momento, depois dos recentes escândalos de corrupção que envolveram a gestão anterior.

    “Aquilo faz parte do passado”, disse ele. A Mesa Executiva, no entendimento dele, busca transparência e moralização da Casa.

    Ele deixou bem claro na abertura das sessões, que o controle da frequência vai ser rígido. Faltas de vereadores não justificadas vão ser descontadas.

    E isso se estende aos funcionários. “Não existe nada mais imoral do que vereador fantasma”, disse. Para ele, a credibilidade da Casa deve ser resgatada ainda com a austeridade no gasto do dinheiro público.

    O vereador explicou também que é contra a implantação do sistema de biometria, que foi cogitado.

    “Os funcionários da Casa tem um sistema de trabalho e os do gabinete, outro. Quem trabalha no gabinete, por exemplo, tem que fazer serviço externo, em contato direto com a população. Não daria certo esse sistema. Prefiro acreditar no princípio da honestidade e no controle rígido de frequência pelos chefes imediatos”, afirmou.

    Para ele, a credibilidade da Casa deve ser resgatada ainda com a austeridade no gasto do dinheiro público. Para isso, o primeiro- secretário informou que adotou uma metodologia diferenciada de trabalho, que visa manter a lisura dos atos administrativos, legislativos e políticos da Casa.

    “Antes de eu assinar qualquer papel, busco primeiro o respaldo legal, a orientação jurídica, para não passar nada errado. Enquanto primeiro-secretário sou eu quem tenho que responder ao Tribunal de Contas, por exemplo. É um cargo de muita responsabilidade. Não posso errar”, enfatizou.

    Neste início de mandato, ele afirma que o destaque de atuação será na Comissão que foi criada essa semana para reestruturar o Plano de Remuneração dos servidores da Câmara.

    A medida foi impulsionada por reportagens publicadas recentemente sobre as super aposentadorias de 28 mil reais que seriam pagas pela Casa a funcionários do Legislativo.

    “Temos que seguir a legislação. E respeitar o teto máximo”, explicou.

    A comissão também vai estudar a melhor forma de viabilizar uma antiga reivindicação da categoria de reajuste salarial e reestruturação do Plano de Cargos e Salários, emendou ele.

    Publicado por jagostinho @ 15:13



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.