Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 20fev
    FOLHA.COM/ISABEL FLECK – ENVIADA ESPECIAL A CARACAS
    A euforia pela volta de Hugo Chávez à Venezuela após mais de 60 dias de tratamento pós-cirúrgico em Cuba começou a se dissipar ontem, à medida que não foram divulgadas mais notícias sobre a saúde do presidente nem imagens dele em Caracas.

    Ao contrário da véspera, quando uma pequena multidão se reuniu em frente ao Hospital Militar Dr. Carlos Arvelo, na última terça (19), apenas alguns apoiadores e curiosos disputavam espaço com os jornalistas em frente à portaria principal do hospital, onde Chávez prossegue tratamento contra o câncer.

    “Eu fiquei seis horas aqui ontem, vim hoje e vou continuar vindo todos os dias para ter notícias dele”, disse o motorista Manoel Almonte, 46, um dos poucos chavistas de plantão na terça.

    A novidade era a possível visita do presidente boliviano Evo Morales a Chávez no hospital.

    Até o fim da tarde, a assessoria do Palácio Miraflores não confirmava o encontro entre os dois.

    Na manhã de terça, Morales se encontrou com o vice-presidente, Nicolás Maduro, e o presidente da Assembleia Nacional, Diosdado Cabello, em Caracas.

    “A chegada de Chávez é uma fortaleza. Esperamos que se recupere logo”, disse Morales, segundo a rede de TV Telesur.

    Se depender da equipe do hospital, diz a enfermeira Dionisia Lucena, 54, Chávez vai “melhorar e voltar a governar”.

    “O diretor do hospital é chavista, tenho certeza de que ele vai receber o melhor tratamento”, afirmou, vestida de vermelho dos pés à cabeça.

    A comerciante Marina Galindez, 64, por sua vez, assumiu que foi ao hospital para uma consulta mas resolveu ficar para ver se Chávez “aparecia”.

    “Ele fez muito pelos pobres do nosso país, mas quem sabe se ele tem que ficar por aqui é Deus.”

    Carlos Garcia Rawlins/Reuters

    Mulher beija foto do presidente Hugo Chávez durante comemoração nas ruas de Caracas pelo seu retorno à Venezuela

    DÚVIDAS

    Somados à falta de uma imagem de Chávez no hospital militar, os comentários do blogueiro Nelson Bocaranda em seu Twitter de que o presidente estaria no Forte Tiúna, principal complexo militar da capital, ganharam repercussão nas ruas.

    “Ninguém confirma que o viu. E com Hugo Chávez, tudo sempre é uma surpresa”, disse um comerciante que quis se identificar apenas como Edgar.



    Publicado por jagostinho @ 17:39



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.