Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 16fev

    REUTERS

    A presidente Dilma Rousseff deve anunciar na próxima terça-feira (19) a ampliação do programa Brasil Sem Miséria para cumprir a meta de erradicar a pobreza extrema no país, sua principal promessa de campanha.

    A informação foi confirmada por fontes ligadas ao governo.

    No começo deste mês, Dilma disse em Cascavel (PR) que o governo tomaria providências para retirar da pobreza extrema todas as pessoas do Cadastro Único para Programas Sociais.

    O número de cadastrados soma cerca de 2,5 milhões, segundo cálculos da presidente.

    Foto:- Ueslei Marcelino/Reuters

    Foto:- Ueslei Marcelino/Reuters

    A meta de erradicação estava prevista para ser alcançada no final de 2014.

    O anúncio de ampliação de programa de combate à pobreza extrema tentará adiantar o cumprimento da meta.

    “Conseguimos atender as pessoas cadastradas, mas a presidente vai pedir empenho dos prefeitos e da sociedade para continuar buscando mais pessoas que vivam em situação de extrema pobreza”, disse uma das fontes ligadas ao governo.

    A presidente reconhece que existem pessoas fora dos cadastros do governo que estão na pobreza extrema.

    Na avaliação da presidente, o cadastro não conseguiu mapear todas as pessoas vivendo em condição de miséria no país.

    A nova ampliação deve seguir os mesmos moldes do Brasil Carinhoso, programa lançado em 2012 para retirar da pobreza extrema crianças entre zero e 15 anos, mas os valores ainda estão sendo definidos, segundo uma das fontes que pediu para não ter seu nome revelado.

    Pelos cálculos do governo, as ampliações dos instrumentos e dos repasses do Brasil Sem Miséria já retiraram da pobreza extrema 19,5 milhões de pessoas.

    Para isso, o governo tem ampliado anualmente desde 2003 o orçamento do Bolsa Família, que é o mecanismo de transferência de renda do Brasil sem Miséria.

    Em 2011, o orçamento do Bolsa Família era de R$ 17,3 bilhões, segundo dados do balanço divulgado pelo Ministério do Desenvolvimento Social no começo deste ano.

    Para 2013, a previsão é que sejam gastos R$ 23,1 bilhões com o Bolsa Família. Com a nova ampliação a ser anunciada esse valor deve subir.

    Publicado por jagostinho @ 11:17



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.