Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 13fev

    SITE DA PREFEITURA DE CURITIBA

                                                                                                         IPPUC    

    O Ippuc (Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba) está desenvolvendo um projeto de georreferenciamento, com uma base de dados contendo informações de 18 das 29 cidades que integram a Região Metropolitana de Curitiba.

    Esse banco de dados deve ter informações das áreas de educação, saúde, segurança e transporte, que serão dvulgadas através de um portal na internet, para que as prefeituras possam gerenciar de forma mais racional os recursos públicos aplicados nestes segmentos.

    O sistema de georreferenciamento será alimentado por mapeamentos do próprio Ippuc, dos municípios da RMC, de órgãos estaduais e também com informações do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e EstatístIca), criando um cadastro complexo.

    “Em Curitiba utilizamos o georreferenciamento há mais de uma década, mas agora nossa área de estudo é a Região Metropolitana.

    Dezoito cidades participam deste sistema, com algumas apresentando mapeamento bem mais desenvolvido que outras.

    Neste processo, juntamos todos os dados cartográficos e espaciais dos municípios e outras informações, em um sistema com linguagem padronizada e pontuada, que é o grande diferencial”, conta Oscar Ricardo Schmeiske, supervisor de informação do Ippuc.

    Através deste sistema é possível obter, por exemplo, melhor controle dos equipamentos públicos.

    O portal contendo as informações do Sistema de Georreferenciamento está em fase de desenvolvimento, porém há possibilidade de entrar em operação ainda em 2013.

    “O objetivo é, para o segundo semestre, criar uma ferramenta de consulta aberta, pela internet. Teremos níveis diferentes de acesso entre as localidades, mas a informação estará disponível a todos os municípios participantes”, afirmou o supervisor.

    Avanço

    O Sistema de Informações Georreferenciadas foi apresentado por uma equipe do Ippuc ao superintendente da Secretaria Municipal de Assuntos Metropolitanos (Smam), Valfrido Eduardo Prado, que considerou o programa um ganho para toda a RMC.

    “É uma ferramenta essencial no planejamento das prefeituras e é muito importante para a formação deste espírito de integração que tem de ocorrer entre Curitiba e Região Metropolitana. A possibilidade de trabalho em conjunto é muito boa para que as prefeituras da região possam planejar o futuro das cidades”, analisou Prado.

    O superintendente da Smam conhece bem as necessidades dos pequenos municípios que integram a RMC, por carregar consigo a experiência de ter sido prefeito de Quitandinha

    . Por isso, considera a implantação do sistema metropolitano de georreferenciamento benéfico às administrações municipais envolvidas no processo.

    “Uma das finalidades (do sistema) é o gerenciamento de recursos. Atualmente já temos exemplos do andamento de consórcios metropolitanos que visam a redução de custos de projetos, como o consórcio dos resíduos sólidos”, exemplificou.

    Áreas de utilização

    As aplicações para o sistema de georreferenciamento são amplas. Na área de transporte, pode-se mapear o tráfego de ônibus de passageiros e também do transporte escolar, que é praticamente inexistente em regiões rurais de alguns municípios.

    Essa prática facilita estudos para a implantação de novas linhas. Na saúde, por exemplo, o sistema pode verificar a demanda para a instalação de novas unidades de saúde.

    Na área de saneamento e meio-ambiente, o mapeamento de redes coletoras de esgoto. Na área de pavimentação, informar quais ruas são pavimentadas e qual material utilizado.

    O sistema também pode prospectar possíveis áreas para implantação de estruturas industriais ou de comércio específicos. E assim por diante.

    São diversas as possibilidades que o uso inteligente das informações pode proporcionar. Por isso, o avanço na construção do portal de georreferenciamento é prioridade na atual gestão de Curitiba.

    “Integrar a RMC é a missão que o prefeito Gustavo Fruet nos passou. Por isso, vamos organizar reuniões e colocar a tecnologia disponibilizada pelo IPPUC para o benefício dos municípios”, afirmou o superintendente da Smam.

     



    Publicado por jagostinho @ 15:21



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.