Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 06fev

    SITE DA PREFEITURA DE CURITIBA

    O prefeito Gustavo Fruet em reunião  com o diretor da AFD no Brasil, Gérard Larose, e a gerente de projetos da instituição, Laure Schalchli - Foto: Maurilio Cheli/SMCS

    O prefeito Gustavo Fruet em reunião com o diretor da AFD no Brasil, Gérard Larose, e a gerente de projetos da instituição, Laure Schalchli – Foto: Maurilio Cheli/SMCS

    Parte do crédito especial de R$ 63,7 milhões solicitado pelo prefeito Gustavo Fruet à Câmara Municipal de Curitiba será usado para pagamento da contrapartida do município das obras da Linha Verde Norte, financiadas pela Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD).

    Com isso, a Prefeitura terá a liberação de parcela do financiamento que estava bloqueada e poderá dar continuidade ao fluxo das obras do trecho I, entre o Jardim Botânico e a Avenida Victor Ferreira do Amaral, no Tarumã, que hoje estão em ritmo lento.

    A decisão de usar o dinheiro do crédito especial foi comunicada pelo prefeito Gustavo Fruet nesta terça-feira (5), em reunião com o diretor da AFD no Brasil, Gérard Larose, e a gerente de projetos da instituição, Laure Schalchli.

    O valor previsto para este fim no pedido de crédito apresentado à Câmara é de R$ 1.417.214,21. A falta de pagamento da contrapartida no ano passado causou o bloqueio dos repasses da agência.

    Em discurso na abertura dos trabalhos legislativos da Câmara, na segunda-feira (4), o prefeito encaminhou um pedido de crédito especial para sanar despesas que não foram pagas pela gestão anterior, como o pagamento de fornecedores, atividades essenciais e a contrapartida de obras.

    Durante a reunião, o prefeito prometeu a retomada de uma boa relação com a AFD.

    “Não é tradição de Curitiba não honrar seus compromissos. Não cabe a mim julgar. Os órgãos de fiscalização farão essa análise. Temos agora que pensar no futuro e a AFD é um parceiro importante da Prefeitura”, disse.

    O empréstimo concedido pela AFD se destina ao financiamento do Programa de Recuperação Ambiental e Ampliação da RIT (Rede Integrada de Transporte).

    Os dois principais projetos do programa são a Linha Verde Norte e o Parque Linear do Barigui, um corredor ecológico de 40 quilômetros às margens do Rio Barigui.

    Juntos, esses projetos consumirão 90% do total do financiamento de R$ 166,3 milhões.

    Para a Linha Verde Norte serão destinados R$ 104,7 milhões e o Parque Linear terá o aporte de R$ 37,7 milhões.

    Outros R$ 21,9 milhões serão destinados a estudos, pesquisa e administração do programa e R$ 1,8 milhão para desenvolvimento ambiental. O valor da contrapartida da Prefeitura é de 50% do valor total dos recursos.

    Participaram do encontro os secretários Eleonora Fruet (Finanças), Fábio Scatolin (Planejamento); Ricardo Mc Donald Ghisi (Governo Municipal); Renato Lima (Meio-Ambiente), o diretor do Ippuc, Sérgio Pires, e o procurador-geral do Município, Joel Macedo. 



    Publicado por jagostinho @ 09:18



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

2 Respostas

WP_Cloudy
  • tIRANINHO Disse:

    VE SE NÃO ROUBAM MAIS, NÉ? POIS MUDARAM AS MOSCAS MAS A MERDA É A MESMA.

  • Lauro Disse:

    Se as obras permaneceram neste ritmo acaba no século que vem. Aliás, o Fruet tem a cara da vagareza. Tomara que seja só a cara. Nâo votei nele, pois acho que o Ducci éra mais preparado. Vou ficar ligado pois prometer é facil.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.