Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 16nov

    AMANDA AUDI, ESPECIAL PARA A GAZETA DO POVO

    Creche de Curitiba: previsão inicial é de que 26,5% do orçamento municipal vá para a educação no ano que vem – Foto:- Aniele Nascimento / Gazeta do Povo

    O prefeito eleito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), terá de correr contra o tempo caso queira cumprir já no primeiro ano de seu governo uma de suas principais promessas de campanha: a destinação de 30% do orçamento do município para a educação.

    Na proposta orçamentária para 2013, elaborada pela gestão do prefeito Luciano Ducci (PSB) e em análise na Câmara de Curitiba, o porcentual previsto é de 26,5%.

    Essa diferença de 3,5 pontos porcentuais equivale a pouco mais de R$ 206 milhões.

    Para conseguir injetar esse valor adicional na educação no ano que vem, seria necessário um remanejamento no orçamento, com a retirada de recursos de outras áreas.

    Como o orçamento segue em análise na Câmara, ainda é possível fazer alterações, mas tudo tem de ser avaliado.

    A previsão é que a Câmara vote a Lei Orçamentária de 2013 nos dias 11 e 12 de dezembro.

    “Mudanças no orçamento podem ser colocadas até um dia antes dessa data, então estamos aguardando sinalização da equipe de transição do Gustavo [Fruet]”, diz o vereador Serginho do Posto, presidente da Comissão de Economia, Finanças e Fiscalização e líder do governo na Casa.

    Segundo o vereador, a destinação de 30% do orçamento para a educação já no ano que vem é possível, mas para isso seria preciso “radicalizar”.

    “O dinheiro tem de sair de algum lugar, então teria de cancelar algum programa de outra secretaria que não cause muito impacto para a população”, avalia.

    Sem radicalismo

    A expectativa, no entanto, é que Fruet não faça mudanças radicais no texto orçamentário. De acordo com a assessoria de imprensa do prefeito eleito, a ideia é chegar ao porcentual de 30% para a educação ao longo dos quatro anos de mandato.

    Por isso, não há o compromisso de fazer a alteração já no orçamento de 2013.

    Mesmo que a meta não seja chegar aos 30% já em 2013, em alguma coisa Fruet terá de alterar o orçamento do ano que vem para conseguir, em quatro anos, alcançar o porcentual prometido.

    Líder do PT na Câmara, o vereador Pedro Paulo diz que a bancada de apoio de Fruet ainda espera um direcionamento da equipe de transição.

    Segundo ele, há boas chances de alterar o texto, mas isso ainda depende de uma orientação sobre quais pontos o novo prefeito pretende mudar.

    “Vamos nos reunir esta semana com a equipe de Fruet para discutir as mudanças e se elas serão feitas. Mas a sinalização é positiva”, afirmou.

    Além de se reunir com os vereadores, a equipe de transição de Fruet também se encontrará com integrantes da gestão de Ducci para tratar de questões orçamentárias na próxima semana.

    Na pauta da reunião, marcada para a próxima terça-feira, estão dados sobre o orçamento e análise de possíveis alterações.

     

    Publicado por jagostinho @ 10:46



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.