Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 06nov

    LIDERANÇA DO PMDB/ASSESSORIA DE IMPRENSA

    Bancada do PMDB definiu em comum acordo os membros do partido nas cinco CPIs que serão instaladas nesta terça pela Assembleia Legislativa
    Foto: Ronildo Pimentel

    O líder do PMDB, deputado Caíto Quintana, indicou nesta segunda-feira (5), os parlamentares do partido que irão integrar as cinco CPIs (Comissões Parlamentares de Inquérito), que serão instaladas nesta terça-feira (6) pela Assembleia Legislativa do Paraná.

    O PMDB, que tem a maior bancada com 12 deputados, indica dois membros por Comissão.

    “O presidente Valdir Rossoni (PSDB) solicitou, nesta segunda, urgência aos líderes das bancadas e blocos, para a indicação dos parlamentares que irão integrar as CPIs”, destacou Caíto.

    A instalação das cinco CPIs, segundo Rossoni, será às 11h, na sala da Presidência.

    A decisão pelos nomes a serem indicados, segundo o líder do PMDB, foi tirada em comum acordo durante reunião da bancada.

    Para a CPI dos Grandes Devedores, os indicados do PMDB são os deputados Caíto Quintana e Alexandre Curi; para a CPI das Pesquisas do Ibope, os indicados são Artagão Júnior e Teruo Kato.

    Na CPI dos Planos de Saúde, o PMDB será representado por Anibelli Neto e Luiz Eduardo Cheida.

    Na CPI das Operadoras de Telefonia Móvel, os indicados do PMDB são Nereu Moura e Luiz Eduardo Cheida.

    Para a CPI das Obras da Copa do Mundo, Caíto indicou Jonas Guimarães e Ademir Bier.

    Na fila

    Além das cinco CPIs que serão instaladas nesta terça, a Assembleia terá ainda outras duas, já aprovadas pelo Plenário.

    São elas: a dos Síndicos e Administradores dos Processos de Falência e Recuperação Judicial e a dos Pedágios.

    Ambas ficarão na fila de espera, uma vez que o Regimento Interno do Legislativo prevê que até cinco comissões de inquérito possam funcionar simultaneamente.

    Segundo Rossoni, o objetivo agora é dar condições para a atuação dos membros das comissões, bem como garantir celeridade aos processos de inquérito parlamentar.

    “Temos que dar rapidez a estes pedidos de CPIs, bem como ao seu funcionamento”, declarou.

    Publicado por jagostinho @ 17:36



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.