Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 06nov

    AEN

    A licitação para a construção de nova ferrovia ligando Cascavel a Paranaguá deve ser aberta até o final de 2013. O prazo foi anunciado nesta segunda-feira (05), em Curitiba, pelo presidente da Empresa de Planejamento e Logística (EPL), Bernardo Figueiredo, durante reunião do Fórum Permanente Futuro 10 Paraná.

    O traçado é uma reivindicação do governo do Estado e corrige a proposta apresentada no plano de concessões ferroviárias lançado pelo governo federal, que liga as cidades Cascavel, Mafra (SC), São Francisco do Sul (SC) e Paranaguá.

    “Com uma linha mais moderna e menos sinuosa, será possível ampliar em oito vezes a capacidade de transporte ferroviário até o Porto, hoje estimada anualmente em 10 milhões de toneladas”, afirma o secretário da Infraestrutura e Logística, José Richa Filho.

    Segundo ele, a nova ferrovia é resultado de estudos feitos pelo Governo do Estado em parceria com o Instituto de Engenharia do Paraná e outras 15 entidades que compõem o Fórum Paraná 10.

    O governador em exercício Flávio Arns disse que a obra é uma necessidade para o Paraná e para o Brasil. “A licitação atende um anseio antigo do setor produtivo”, destacou.

    De acordo com Figueiredo, o Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (Evtea) será feito pela Valec – empresa pública responsável pela construção e exploração de infraestrutura ferroviária no País.

    A estatal fará tanto o estudo para a construção da nova linha entre o Oeste paranaense e o porto como o da implantação do trecho da ferrovia Norte-Sul que passará pelo Paraná.

    O novo traçado entre Cascavel e Paranaguá atenderá as principais regiões produtoras de grãos do Paraná, em especial as de soja e de milho.

    O ramal vai ampliar a velocidade média de transporte de carga, dos atuais 15 km/h para 65 km/h. Outra vantagem é que será possível aumentar a quantidade de vagões transportados, com um traçado menos íngreme e sinuoso.

    Bernardo Figueiredo disse que o novo traçado integra o esforço de investimentos para a eliminação de passivos no setor de infraestrutura e que a expectativa é que a nova ferrovia comece a operar até o fim de 2014.

    Maracaju – A Valec, empresa vinculada ao Ministério dos Transportes, reformula o termo de referência para a contratação dos estudos relativos a outros trechos da ferrovia.

    O presidente da Empresa de Planejamento e Logística disse que já está em processo a contratação do projeto de ligação entre Maracaju (MS) e Cascavel. O prazo é junho do ano que vem.

    Além do Paraná e do Mato Grosso do Sul, a construção do novo ramal ferroviário vai atender os estados do Mato Grosso e Goiás, além do Paraguai.

    Publicado por jagostinho @ 14:04



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.