Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 04nov

    UOL/ECO VIAGEM

    Localizada da região do Lazio, a capital da Itália, Roma, é conhecida por sua história, arquitetura e tradição cultural, além de ser um irresistível destino turístico.

    Afinal, são praças, museus, fontes, igrejas e monumentos, que convidam a um mergulho na história da humanidade.

    De acordo com a UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), a Itália abriga 70% do patrimônio histórico e artístico do mundo.

    Durante o passeio pela capital italiana, é possível se deparar com vestígios de uma cultura milenar, muito bem preservada, misturada às belezas, cores e encantos de uma cidade que não é só glamourosa, mas também fascinante e dona de um rico patrimônio artístico e cultural que envolve todos os turistas.

    Coliseu: a visita ao monumento custa 12 euros, incluindo o passeio pelo Fórum Romano. Cidadãos europeus, menores de 18 anos e maiores de 65 anos têm entrada gratuita
    Coliseu: a visita ao monumento custa 12 euros, incluindo o passeio pelo Fórum Romano – Foto: Divulgação

     

    Coliseu – Maior atração turística de Roma, o Coliseu possui uma construção elíptico-ovalada, com 48 metros de altura e 190 metros de extensão.

    Listada entre as novas maravilhas do mundo pela UNESCO desde 2007, o monumento encanta a população italiana e os visitantes há mais de 1928 anos.

    Próximo do local está o Fórum Romano, sede do poder da Roma Antiga, erguido por volta de 700 a.C. A visita ao monumento custa 12 euros, incluindo o passeio pelo Fórum Romano.

    Cidadãos europeus, menores de 18 anos e maiores de 65 anos têm entrada gratuita.

    Fontana de Trevi: Cenário de belas histórias do cinema, como a “Fonte dos Desejos”, possui uma bela estátua de Netuno, deus romano dos mares e das águas, além de um aqueduto de grande importância simbólica
    Fontana de Trevi: Cenário de belas histórias do cinema, como a “Fonte dos Desejos”, possui uma bela estátua de Netuno, deus romano dos mares e das águas, além de um aqueduto de grande importância simbólica – Foto: Divulgação
    Fontana de Trevi – Maior fonte de estilo barroco da cidade, a Fontana de Trevi foi idealizada por Nicole Salvi e construída em 1735.

    Cenário de belas histórias do cinema, como a “Fonte dos Desejos”, possui uma bela estátua de Netuno, deus romano dos mares e das águas, além de um aqueduto de grande importância simbólica.

    Segundo a tradição, quem jogar uma moeda na fonte, voltará a visitar a cidade.

    Vaticano: A grande atração é a Capela Cistina, construída entre 1471 e 1484, durante o papado de Cisto VI
    Vaticano: A grande atração é a Capela Cistina, construída entre 1471 e 1484, durante o papado de Cisto VI – Foto: Divulgação

     

    Vaticano – Cidade-estado desde 1929, o Vaticano é um dos países mais ricos do mundo, abrigando obras de ilustres artistas, como Leonardo da Vinci, Caravaggio, Rafael e Tiziano.

    No local estão a Basílica de São Pedro e os Museus do Vaticano, divididos em Museu Pio Clementino (o mais antigo deles), Museu Etrusco, Egípcio, Profano Lateranense ou Museu da História.

    A grande atração é a Capela Cistina, construída entre 1471 e 1484, durante o papado de Cisto VI.

    A Basílica di San Pietro, onde o Papa celebra as cerimônias oficiais, também está instalada no Vaticano, e conta com uma área de 23 mil metros quadrados, podendo receber cerca de 60 mil pessoas.

    Em frente à Basílica di San Pietro está a praça de São Pedro, onde os fiéis acompanham os discursos e recebem as bênçãos do líder da Igreja Católica.

    Pantheon: Famoso por sua cúpula, o Pantheon é uma das mais belas obras do Império Romano
    Pantheon: Famoso por sua cúpula, o Pantheon é uma das mais belas obras do Império Romano – Foto: Divulgação

     

    Pantheon – Templo de todas as divindades, o Pantheon foi construído em 26 a.C e é um dos belos cartões-postais romanos.

    Assim como os demais passeios da Itália, este também mantém uma tradição histórica, sendo primeiro dedicado aos deuses romanos do panteão, de onde se originou o nome do templo, sendo posteriormente utilizado como local sagrado dos cristãos.

    Famoso por sua cúpula, o Pantheon é uma das mais belas obras do Império Romano.

    Piazza di Spagna: O nome da praça vem do fato de a região ter pertencido à embaixada espanhola no século XVII
    Piazza di Spagna: O nome da praça vem do fato de a região ter pertencido à embaixada espanhola no século XVII – Foto: Divulgação

     

    Piazza di Spagna – A mais famosa praça romana tem suas origens no século XVI, quando foi construída a Igreja de Santa Trinità dei Monti, em 1502.

    Um século após, a Escadaria de Trinità dei Monti, com 135 degraus e decorada com muitos terraços-jardins, teve suas obras concluídas, formando mais um dos componentes do belo conjunto arquitetônica do local.

    O nome da praça vem do fato de a região ter pertencido à embaixada espanhola no século XVII. O local também abriga a não menos bela Fontana della Barcaccia, em formato de um barco meio submerso, cujo projeto foi idealizado por Pietro Bernini.

    Ocupando o 5° lugar em número de chegadas internacionais no mundo, segundo a OMT (Organização Mundial do Turismo), a Itália é a quarta colocada no ranking global de receitas turísticas.

    Com os brasileiros gastando cada vez mais no exterior, a expectativa é que 720 mil deles visitem a Itália até o final de 2012, o que representa um aumento de 20% em relação a 2011, quando aproximadamente 600 mil brasileiros visitaram o destino.

    Publicado por jagostinho @ 18:22



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.