Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 29out

    GAZETA DO POVO /ANDERSON GONÇALVES

    Foto: Gustavo Fruet (à direita) com o pai – o ex-prefeito Maurício Fruet – e o irmão Claúdio (à esquerda) – (arquivo pessoal)

    Gustavo Bonato Fruet nasceu em Curitiba em 18 de abril de 1963. É filho de Ivete e Maurício Fruet, que foi deputado estadual, deputado federal constituinte e prefeito de Curitiba.

    Casado com a jornalista Marcia Oleskovicz, formou-se em Direito pela Universidade Federal do Paraná (UFPR).

    Na mesma universidade obteve os títulos de mestre em Direito Público e doutor em Direito das Relações Sociais.

    Fruet iniciou sua atuação política no movimento estudantil como presidente do Centro Acadêmico Hugo Simas, do curso de Direito da UFPR.

    Em 1996, foi eleito para o primeiro cargo público, o de vereador em Curitiba. Dois anos depois, elegeu-se deputado federal após uma campanha curta, na qual assumiu o lugar do pai, falecido a poucos dias da eleição.

    Foi o segundo candidato mais votado em Curitiba, com cerca de 46 mil votos. Em 2002 foi eleito para o segundo mandato de deputado federal, dessa vez com mais de 105 mil votos.

    Em 2006, Fruet reelegeu-se com 210.674 votos, que fizeram dele o deputado federal mais votado do Paraná naquele pleito.

    Em 12 anos na Câmara Federal, apresentou mais de 40 projetos e atuou em importantes Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs) do período.

    A mais conhecida delas foi a do mensalão, que investigou as denúncias envolvendo o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

    Desde 2003, o então parlamentar sempre fez parte da lista dos “100 Cabeças do Congresso”, elaborada pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap).

    Em 2010 Fruet abriu mão de concorrer mais uma vez à reeleição para disputar uma vaga no Senado. Mesmo tendo recebido 2,5 milhões de votos não conseguiu se eleger, terminando na terceira colocação.

    Ao longo da carreira política, Fruet mudou de partido por duas vezes, ambas de forma controversa.

    Em 2004 a cúpula do PMDB negou candidatura própria para a disputa da prefeitura de Curitiba, escolhendo apoiar Ângelo Vanhoni, candidato do PT, desde o primeiro turno.

    Fruet, que ocupara a presidência estadual peemedebista em 2003, optou por se desligar do partido, ao qual era filiado desde 1991.

    Fruet seguiu então para o PSDB, do qual fez parte até o ano passado. A causa do desligamento foi a mesma, a opção dos tucanos em preterir sua candidatura a prefeito e apoiar outra legenda, no caso o PSB de Luciano Ducci.

    Ele seguiu então para o PDT.

    Publicado por jagostinho @ 09:25



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

4 Respostas

WP_Cloudy
  • Mazalotti Disse:

    Boa noite prezado Jota. Antes de falar do recém eleito a Prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, relato uma informação da RPCTV, que embora sem grande importân cia, merece ser dita. Ao falarem em Maurício Fruet, foi dito que ele foi o último Prefeito “nomeado” de Curitiba. O que não é verdade. Ele foi eleito pelos Deputados Estaduais, conforme leis vigentes na época. As eleições DIRETAS, vieram depois em 1982, com José Richa a Governador do Estado e Requião à Prefeitura de Curitiba. Digo isso, porque conforme, entendi ontem, a Gazeta do Povo ao perguntar, em OPINIÃO do eleitor conforme lhe disse…estava (ainda apoiando Ratinho Jr.!?). Quanto a Gustavo, a esperança que venha fazer uma boa Admistração é grande. É mais preparado que o pai Maurício, do antigo MDB. Teve seus MÉRITOS, pois estávamos numa DITADURA que se dizia “ser democrática”. Lembro que ele era radialista, o que lhe facilitou sua expressiva votação. Os canditados não podiam falar no Horário Eleitoral Gratuito na TV. Foi bom Prefeito ( tinha carisma e bom humor ). Agora, GUSTAVO,já demostrou enquanto candidato e ainda no calor da VITÓRIA, muita SERENIDADE e FIRMESA. O que é muito IMPORTANTE, para esse novo DESAFIO.

  • jagostinho Disse:

    Caro Mazalotti

    Restabelecendo a história política, Maurício foi nomeado pelo governador José Richa e referendado pela Assembleia Legislativa. José Richa foi eleito em 1982 , no voto direto.

    As diretas para prefeitos de capitais só foram restabelecidas em 1985, onde Requião ganhou de Lerner e substituiu Maurício na prefeitura de Curitiba.

    Saúde e paz.

    Jota Agostinho

  • Valmor Stédile Disse:

    É isso aí Jota, o grande Maurício Fruet foi prefeito de Curitiba pela vontade do governador José Richa; Agora o Gustavo Fruet será prefeito da capital, eleito contra a vontade do governador Beto Richa. Quem fica pior nessa história?

  • Mazalotti Disse:

    Obrigado prezado Jota, pelo esclarecimento, sobre a Eleição de Maurício Fruet. Mas, que a Gazeta do Povo estava apoiando Ratinho Jr., no 2º turno; NÃO há DÚVIDA !

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.