Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 18out

    FOLHA.COM

    Lula discursa em palestra a empresários na Argentina

    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quarta-feira (17), em palestra a empresários na Argentina, que não tem mais “ambições políticas” e que seus poucos planos incluem agora ajudar o governo Dilma Rousseff e contribuir para a vitória do PT na eleição municipal de São Paulo.

    Na reta final da campanha eleitoral no Brasil, Lula foi ao país vizinho abrir um encontro de uma instituição do empresariado argentino em Mar del Plata (410 km de Buenos Aires) e visitar a presidente Cristina Kirchner.

    Lula falou durante mais de uma hora na palestra, que incluiu duas perguntas do público no final.

    Questionado sobre seu futuro, disse que vai completar 67 anos neste mês e que já ganhou o que poderia.

    “Quero ajudar a companheira Dilma a ter o mesmo sucesso que alcancei. Ela é mais capaz do que eu e pode alcançar mais. Quero ajudar meus companheiros de partido a vencer as próximas eleições.”

    Na palestra, Lula falou boa parte do tempo sobre os programas de seu governo.

    Ao comentar as relações com a Argentina, atacou o seu antecessor, Fernando Henrique Cardoso (1995-2002). Disse que o tucano disputava com seu colega argentino à época, Carlos Menem, quem era “mais amiguinho” do governo americano.

    “E todo fim de ano viajavam aos Estados Unidos para pedir dinheiro para fechar as contas”, disse.

    Em outro momento, ao falar sobre o início de sua trajetória política, também citou FHC e disse que o ajudou em sua campanha ao Senado em 1978.

    ALMOÇO COM CRISTINA

    Além de nomes importantes do empresariado argentino, o encontro em Mar del Plata reuniu também críticos ao governo Cristina Kirchner, como o sindicalista Hugo Moyano, que rompeu recentemente com o kirchnerismo.

    Lula elogiou em vários momentos Cristina, com quem havia almoçado horas antes em Buenos Aires. Disse que os dois países fizeram mais pelo desenvolvimento da América do Sul nos últimos dez anos do que os “outros” governantes em 50 anos.

    Ao comentar a crise econômica no mundo desenvolvido, disse que aqueles que haviam sido “arrogantes” e dado “lições de moral” deveriam pedir conselhos hoje aos países emergentes.

    Lula volta nesta quinta-feira (18) ao Brasil. A partir de sexta-feira (19), tem uma agenda de comícios em cidades com segundo turno na campanha eleitoral. Os dois primeiros serão em Mauá e Santo André (Grande SP).

    Publicado por jagostinho @ 15:36



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.