Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 15out

    AFP

    Um Barack Obama diferente se apresentará no próximo debate contra o adversário republicano à Casa Branca, Mitt Romney, afirmaram neste domingo seus colaboradores, após o fraco desempenho do presidente democrata no primeiro confronto entre os dois candidatos, na quarta-feira passada.

    Obama está concentrado desde sábado em um hotel do Estado da Virgínia (leste) com o objetivo de redesenhar sua estratégia para o segundo debate de 16 de outubro contra Romney, que adquiriu grande importância depois que a má apresentação passada provocou sua queda nas pesquisas.

    No segundo confronto, que será celebrado na Universidade Hofstra de Nova York, Obama fez simulações de debates em que o senador John Kerry faz as vezes de Romney.

    POUCO ENTUSIASMADO

    O principal assessor do chefe de Estado, David Axelrod, disse que o presidente estudou o vídeo do primeiro duelo em Denver, no qual parecia desligado, pouco entusiasmado e inclusive relutante em olhar Romney nos olhos.

    “Ninguém é mais crítico do presidente do que ele mesmo”, disse Axelrod à Fox News Sunday.

    Segundo o assessor, Obama fará “alguns ajustes para a terça-feira”, embora assim como outros integrantes da equipe democrata tenha se negado a fornecer detalhes sobre a estratégia que o presidente seguirá no debate, o segundo dos três previstos.

    “Acho que vai ser agressivo na forma de dar sua visão de para onde devemos ir como país”, declarou Axelrod, avaliando que Obama porá em destaque as oscilantes posições políticas de Romney, ao contrário do que fez no primeiro debate.

    MITT ROMNEY

    Romney, após assistir ao culto, este domingo, em uma igreja mórmon, também iniciou suas atividades ao redor do debate com a confiança de ratificar a imagem forte que lhe permitiu sair vitorioso do primeiro confronto.

    O republicano, ex-governador de Massachusetts, está afinando sua técnica de debate com o senador de Ohio Rob Portman, que faz o papel do presidente Obama.

    Nas últimas semanas os republicanos intensificaram seus ataques a Obama, concentrando-se no atentado ao consulado americano na cidade líbia de Benghazi, praticado em 11 de setembro passado e no qual morreram quatro funcionários americanos, entre eles o embaixador Chris Stevens.

    Eles afirmam que o governo, que inicialmente disse que o incidente tinha sido um ataque “espontâneo”, agora admite que se tratou de uma ação terrorista premeditada, e voltam suas críticas para Obama.

    Romney, por sua vez, é atacado pelos democratas pela forma como pensa executar seu plano de reduzir os impostos em 20%, sem aumentar ainda mais o déficit ou reduzir as deduções para famílias de classe média.

    LIDERANÇA REPUBLICANA

    Duas pesquisas nacionais realizadas pelas firmas Gallup e Rasmussen revelaram este domingo que Romney lidera por dois pontos percentuais as intenções de voto.

    No entanto, também houve boas notícias para Obama em Ohio, Estado chave para o resultado eleitoral, onde o democrata permanece à frente das consultas.

    Uma pesquisa do Public Policy Polling mostrou que neste Estado o presidente supera em cinco pontos percentuais Romney (51% contra 46%), apesar da forte campanha realizada localmente nos últimos dias pelo adversário republicano e seu colega de chapa, Paul Ryan.

    Publicado por jagostinho @ 18:59



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.