Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 26jul

    FOLHA DE SÃO PAULO

    O FIASCO

    Logo no primeiro dia, já houve a primeira gafe dos organizadores da Olimpíada.

    Em vez da bandeira da Coreia do Norte, eles colocaram a da vizinha porém “rival” Coreia do Sul no telão do estádio de Glasgow, na Escócia, enquanto o painel mostrava a escalação da equipe antes do jogo contra a Colômbia, pelo Grupo G.

    Constrangidas, as norte-coreanas atrasaram em uma hora e cinco minutos o início da partida até aceitarem voltar a campo.

    O Locog (responsável pela organização dos Jogos) pediu desculpas em nota oficial.

    No final, a Coreia venceu por 2 a 0. E foi em Londres… Imagina se fosse no Rio…

                                               

    Imagem de jogadora da Coreia do Norte aparece ao lado da bandeira sul-coreana no telão do estádio

    O TOMBO

    A queda do dia aconteceu fora de campo, mais precisamente através das redes sociais.

    Com viagem marcada para Londres na semana que vem (o atletismo só começa na sexta-feira da próxima semana), a saltadora grega Paraskevi Papachristou, 23, foi cortada da delegação do país devido a uma “brincadeira” (como ela definiu) no Twitter.

    Seu comentário foi considerado racista pelo próprio comitê olímpico grego. “Muitos africanos na Grécia… pelo menos os mosquitos do Nilo ocidental vão comer comida caseira!”, havia postado ela em seu microblog nesta quarta-feira, referindo-se ao vírus de mesmo nome que é transmitido por mosquitos infectados naquela região.

    Paraskevi até pediu desculpas, mas não teve jeito e está fora do salto triplo dos Jogos.

                                                                                                                                          

    A grega Paraskevi Papahristou em ação no salto triplo durante o Europeu, em Helsinque, na Finlândia, no final do mês de junho

     

    A MUSA

    Ela não precisou nem estrear para roubar a cena. Embora ainda treinando para o início das provas de natação, a partir de sábado, a italiana Federica Pellegrini encantou no Centro de Esportes Aquáticos ao se alongar e entrar na piscina.

    No ano passado, a musa, campeã dos 200 m e 400 m livre no Mundial de esportes aquáticos, em Xangai, envolveu-se em um “barraco” ao assumir o namoro com o também nadador Filippo Magnini durante o evento.

    Segundo a imprensa italiana, ela chegou a bater boca com o ex, Luca Marin, no lobby do Hotel Regal, onde a equipe estava hospedada.

    Magnini, que era o capitão do time, teve de pedir ao companheiro para não brigar. Mas ela merece…

    A italiana Federica Pellegrini se alonga durante treino no Centro de Esportes Aquáticos



    Publicado por jagostinho @ 09:32



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.